Sabia que as práticas ESG na Gestão de Ativos geram muitos resultados positivos e duradouros para o negócio? Leia o artigo e saiba como!

A gestão de ativos é uma área da administração que se dedica ao gerenciamento de bens e recursos. Ela pode impactar positivamente a governança ambiental e corporativa (ESG) por meio do gerenciamento eficiente dos recursos naturais e por permitir que as empresas tomem decisões baseadas em informações confiáveis sobre os riscos ambientais e sociais associados a seus negócios.

Neste artigo você vai entender melhor como os processos da gestão de ativos estão alinhados às práticas ESG e geram muitas vantagens para a governança das organizações.

Primeiro, o que é ESG?

O ESG (Environmental, Social and Governance) tem se tornado cada vez mais importante na gestão de ativos. Trata-se de um conjunto de indicadores e metodologias que ajudam a avaliar o impacto social ou ambiental que determinados investimentos podem ter.

Assim, os investidores podem tomar decisões de forma consciente para reduzir ou evitar a exposição a riscos por se relacionar com empresas com problemas ligados à lavagem de dinheiro, danos ambientais, escândalos sobre questões éticas e sociais, processos trabalhistas e jurídicos, entre outros. Mas o que isso tem a ver com a gestão de ativos? Entenda melhor esse impacto.

Como a gestão de ativos pode impactar de forma positiva a governança ambiental e corporativa?

A Gestão de Ativos é uma forma moderna, holística e dinâmica de gerir os ativos, ou seja, os recursos financeiros, humanos e físicos de uma organização. O objetivo da Gestão de Ativos é alcançar um equilíbrio entre o risco e o desempenho, minimizando o risco a um nível aceitável.

Uma das ferramentas mais úteis para a multi-gestão de ativos é a integração de critérios de Investimento Socialmente Responsável (ESG). Incluir critérios ESG na gestão de ativos fornece às organizações uma cobertura maior das questões importantes para seu longo prazo e desempenho. Entre os principais impactos, elencamos os seguintes.

Melhora os índices

A gestão de ativos pode melhorar significativamente os resultados do negócio. Ela permite que as empresas otimizem seus processos, reduzam custos e maximizem o valor dos seus ativos. Além disso, também contribui para aumentar a produtividade das equipes e melhorar a qualidade dos produtos e serviços. Todos esses índices contribuem para que a empresa se torne mais sustentável a longo prazo.

Reduz desperdícios

A gestão de ativos também implementa processos que reduzem desperdícios na linha de produção. Isso é possível graças às ferramentas de monitoramento e controle que a gestão oferece. Com elas, é possível identificar rapidamente erros e corrigi-los antes que causem grandes prejuízos.

Melhora a qualidade do setor de trabalho dos colaboradores

ESG também tem a ver com a promoção de um ambiente de trabalho seguro e de qualidade, e a gestão de ativos contribui para o bem-estar dos trabalhadores. Além de prevenir problemas que podem afetar o funcionamento das operações, também contribui para um local de trabalho mais seguro e saudável, pois evita que os funcionários fiquem expostos a riscos inerentes às atividades da empresa.

Reduz o impacto ambiental das operações da empresa

A gestão de ativos fornece à empresa ferramentas para que ela identifique os ativos que consomem mais energia e, assim, tome medidas para minimizar ou mesmo eliminar esse consumo. Além disso, a gestão de ativos também contribui para a diminuição dos resíduos gerados pelas operações da empresa, pois ela incentiva a reutilização e reciclagem dos materiais.

Dessa forma, a gestão de ativos é uma importante ferramenta para a redução do impacto ambiental e de desperdícios, além de promover a qualidade de vida no ambiente de trabalho. Todos esses resultados estão alinhados com as práticas ESG.

Quer saber mais sobre como adotar ESG na Gestão de Ativos de forma inteligente agora mesmo? Solicite a demonstração do Manusis4 e saiba como gerenciar o setor com maestria!