A metodologia de WCM (Word Class Manufacturing) mostra indicadores que apontam que apenas 5% das atividades realizadas ao longo do processo produtivo agregam valor ao produto.  Sendo assim, as demais atividades podem ser divididas em 35% que não agregam valor ao produto. Porém, são necessárias para que o produto possa ser manufaturado, e 60% podem ser eliminadas. Isso desde que se tomem ações eficazes e inovadoras para isso. 

Por exemplo, empresas do ramo automotivo que utilizam o WCM para gestão de manutenção há mais de 5 anos em seus processos já atingiram os seguintes resultados:

  • Aumento em 44% na identificação de perdas em processos produtivos;
  • Redução de 28% em custos logísticos;
  • Aumento de 25% da eficiência operacional;

Machine Ledger

O Machine Ledger, uma das ferramentas do WCM lista, detalha e registra o histórico de todos os componentes de um equipamento classificado como crítico. Sendo assim, nele, são relatados todos os elementos que servem para caracterizar e classificar o equipamento até o nível dos componentes. Dessa forma, fazendo com que permita a gestão completa de falhas por componentes. 

O Machine Ledger Digital é um dos módulos do Manusis 4.0, sistema especialista para Gestão de Ativos. Além deste, o sistema possui módulos de Análise de Falhas (EWO), Manutenção Autônoma, Matriz X|QM, OEE, SOP|SMP e Gestão de Etiquetas AM, PM, QA, EHS, todos desenvolvidos com base na filosofia de WCM.

Quer saber mais sobre como nosso sistema pode transformar a eficiência de seus processos? Então, entre em contato conosco.

Rodrigo Rotondo, engenheiro mecânico com especialização em Gestão de Ativos e CEO Mundial do Manusis 4.0

+55 41 9.9832.2019 | r.rotondo@manusis4.com