blog

Como um sistema de gerenciamento de ativos otimiza drasticamente os processos de uma indústria

Você já conta com um sistema de gerenciamento de ativos para os seus processos industriais? Entenda melhor como funciona e quais as vantagens de implantar esse software!

O volume de equipamentos, ferramentas e sistemas que uma empresa tem pode ser bastante significativo. Gerenciar todos esses bens pode ser um grande desafio, mas é necessário. Somente com uma gestão eficiente será possível construir processos consistentes e manter seus produtos e serviços competitivos no mercado. Você sabe como um sistema de gerenciamento de ativos pode ajudar sua empresa a alcançar esse objetivo?

A gestão de ativos consiste em um conjunto de práticas que tentam extrair o máximo de valor dos bens do negócio. Neste artigo, você vai entender melhor como um software de gerenciamento de ativos pode trazer benefícios gerais para os processos industriais. Saiba também o que é como funciona essa ferramenta!

O que é um sistema de gerenciamento de ativos?

Antes de entender o que é um sistema de gerenciamento de ativos, é bom deixar claro o que é um ativo. Esse conceito se refere a qualquer tipo de bem que esteja sob o controle da empresa. Então, temos aqui ferramentas, sistemas, imóveis, veículos, máquinas, softwares e até mesmo ideias.

Quando falamos em gestão de ativos, estamos nos referindo a práticas responsáveis por promover um uso otimizado desses bens. Esse gerenciamento começa antes mesmo da compra do item e perpassa todo o seu ciclo de vida, incluindo manutenções, até sua substituição e descarte.

Para garantir os melhores resultados da gestão, a empresa pode adotar diversas ferramentas que organizam as informações e automatizam alguns processos de monitoramento e controle. É o caso do sistema de gestão de ativos, também conhecido como softwares EAM (Enterprise Asset Management).

Esses sistemas são criados para gerenciar todo o ciclo de vida do produto, desde a aquisição. Ele tem recursos para a gestão dos processos de manutenção preventiva, preditiva e corretiva, além de levantar dados que ajudam a empresa na tomada de decisões sobre o ativo.

Como ele funciona?

Um sistema de gerenciamento de ativos fornece ferramentas para registrar e integrar todo o inventário da empresa, além de ordens de serviço e cronograma da manutenção. As informações podem ficar armazenadas na nuvem e ser compartilhadas entre os técnicos e profissionais em campo. É um instrumento que dispensa planilhas e papéis que facilmente poderiam se perder.

O sistema fornece ao gestor informações em tempo real por meio de um painel de controle bastante claro com os principais indicadores para a tomada de decisões mais ágeis e acertadas.

Por que adotar um software de gestão de ativos?

As razões para implantar um sistema para gerenciar os ativos do negócio, especialmente na indústria, são inumeráveis, mas considere, a seguir, algumas das vantagens mais evidentes.

Redução de custos

De diversas maneiras, o software contribui para a redução de custos. A gestão aperfeiçoada da manutenção aumenta o ciclo de vida dos ativos e reduz as falhas. A disponibilidade dos equipamentos também aumenta, diminuindo o capital necessário para investir no estoque em peças sobressalentes.

Redução de riscos

Com ativos gerenciados de forma mais adequada, os riscos de acidentes são muito menores. Fica mais fácil gerenciar exigências ligadas a leis de segurança, qualidade de vida no trabalho e sustentabilidade.

Aprimoramento do desempenho dos ativos

O sistema traz melhorias significativas na gestão dos ativos e garante que sempre estejam nas condições mais adequadas de funcionamento. Dessa forma, os sistemas e equipamentos conseguem alcançar níveis de desempenho mais altos.

Indicadores claros para a tomada de decisões

Os indicadores de desempenho ligados às equipes e aos ativos são fundamentais para identificar e analisar falhas e aprimorar processos. Extrair essas informações nem sempre é fácil. No entanto, com um software, muitos desses cálculos são feitos automaticamente ao passo que os profissionais alimentam o sistema com os dados referentes aos ativos, como ordens de serviço e de manutenção.

Realmente, não há como imaginar uma indústria competitiva e com processos consistentes sem o uso de um sistema de gerenciamento de ativos. Trata-se de um recurso indispensável para empresas que desejam crescer de forma sustentável e garantir que seus ativos tenham os melhores níveis de desempenho, segurança e durabilidade.

Quer saber mais como funciona um software de gestão de ativos? Solicite gratuitamente uma demonstração do Manusis 4.0 e entenda melhor na prática!

 

MTBF e MTTR qual a diferença?

Você sabe o que são MTBF e MTTR e como podem ser usados na gestão de ativos? Leia o artigo e entenda como calculá-los!

Os indicadores de manutenção são ferramentas essenciais para garantir melhores resultados. Dois desses principais índices são o MTBF e MTTR. Eles podem ajudar os gestores a monitorar as atividades e buscar maneiras de aprimorar seus processos de manutenção.

Neste post, vamos explicar de uma forma bem simples e prática o que eles indicam, como podem ser calculados e como os números podem ser usados pela gestão para a tomada de decisões. Continue a leitura e saiba mais!

O que é MTBF?

MTBF é a sigla para mean time between failures, ou tempo médio entre falhas. Ele indica o tempo médio em que duas falhas ocorrem. Para descobrir esse valor, basta subtrair o tempo total em que a máquina está funcionando pelo tempo perdido (que são as paradas). Depois, pegamos o resultado e dividimos pelo número de falhas que ocorreram no período. Então, a fórmula ficaria assim:

  • MTBF = [(tempo total de funcionamento – tempo perdido) / (número total de falhas)]

Vamos a um exemplo prático. Digamos que um equipamento tenha estado disponível por 168 horas. Houve 2 paradas, a primeira de 1,5 hora e a outra de 5 horas. Então, teríamos o seguinte cálculo:

  • MTBF = [(168 – (1,5 + 5) / 2)]
  • MTBF = (168 – 6,5) / 2 = 80,75 horas ou 4,845 minutos

Assim, em média, pode-se esperar que de uma manutenção para outra, o tempo em que a máquina ficará operando será de 80,75 horas.

O que é MTTR?

MTTR é a sigla para time to repair, ou tempo médio para reparo. Assim, ele vai indicar o tempo médio que se espera para um conserto ser feito após a falha ter ocorrido. Esse indicador acolhe não só o tempo gasto durante o conserto, mas desde a notificação, diagnóstico, montagem e testes até que a máquina volte a campo.

Dessa forma, ele mede a capacidade de manutenção da equipe, ou seja, o tempo que demora para fazer um equipamento ou componente retornar ao seu status operacional normal. O cálculo usado é o seguinte:

  • MTTR = (tempo de parada) / (quantidade de paradas)

Vamos exemplificar com o mesmo caso do tópico anterior:

  • MTTR = (1,5 + 5) / 2
  • MTTR = 6,5 / 2 = 3,25 horas ou 195 minutos

Assim, o equipamento ficou parado, em média, 3,25 horas. A ideia aqui é reduzir ao máximo o MTTR, pois quanto menor esse indicador, mais eficiente está sendo a equipe.

Qual a diferença entre MTBF e MTTR?

Embora em ambos os casos os indicadores estejam gerenciando ativos do negócio, como equipamentos, sistemas, ferramentas e instalações de uma forma geral, existem focos diferenciados.

O MTBF tem por objetivo medir a confiabilidade de um equipamento sistema. Queremos um tempo médio maior entre falhas, isto é, que a máquina permaneça o maior tempo possível sem apresentar falhas.

Por outro lado, o MTTR foca no reparo em si, medindo a eficiência da equipe de manutenção. Quanto mais rápido for o serviço, menor será o tempo de parada, e maior será a disponibilidade da máquina.

O MTBF e o MTTR são indicadores utilizados pela indústria há décadas e cumprem de forma bastante eficiente o papel de levantar dados para a tomada de decisões. Eles podem ajudar a empresa a entender seus processos de manutenção, saber que ajustes fazer e quais ativos são os próximos a precisar de reparos.

Esses indicadores podem ser facilmente calculados por meio de soluções digitais, como um sistema de gestão de ativos. Baixe uma demonstração do Manusis 4.0 e entenda na prática como funciona!

Porque monitorar a equipe de manutenção em tempo real

Quer uma ferramenta avançada para monitorar sua equipe externa de manutenção? Conheça o Tracksis e entenda como ele pode ser a solução que você esperava!

É um grande desafio gerenciar equipes que atuam em campo. Na área de manutenção, por exemplo, o trabalho dos colaboradores muitas vezes é feito integralmente fora da empresa. Nesses casos, a gestão pode ficar na dúvida se os horários estão sendo cumpridos, se as metas estão sendo atingidas ou se os colaboradores estão fazendo as manutenções pontualmente.

Por isso, para garantir a profundidade e resultados, é importante contar com ferramentas de controle que ajudem a empresa a monitorar a equipe de manutenção em tempo real. No mercado, há uma ferramenta especialista nessas tarefas: o Tracksis.

Neste artigo, você vai entender melhor a importância desse controle. Saiba também como o Tracksis pode ser um aliado para alcançar melhores resultados na gestão de ativos!

Qual a importância de monitorar a equipe de manutenção em tempo real?

É difícil encontrar uma empresa que não tenha enfrentado desafios ao gerenciar o trabalho de equipes externas. Algumas das dificuldades mais frequentes são atrasos, problemas no compartilhamento de ordens de serviço, desconhecimento da localização dos funcionários, baixo desempenho e retrabalhos.

Por outro lado, quando a empresa tem um controle bem organizado, é possível manter:

  • a produtividade em alta;
  • uma maior eficiência no uso de recursos;
  • uma melhor organização dos trabalhos;
  • mais pontualidade nas entregas;
  • um desenvolvimento consistente do desempenho e das habilidades de cada colaborador.

Para que esse monitoramento seja eficiente, o ideal é contar com ferramentas digitais que transmitem informações em tempo real, cujos dados podem ser visualizados remotamente. Entenda como o Tracksis, que complementa o Manusis 4.0, consegue cumprir essa função.

O que é o Tracksis?

A Manusis 4.0 é um sistema de gestão de manutenção de ativos que dá o suporte ao controle de diferentes unidades do negócio em uma única interface. Por meio do aplicativo mobile, o funcionário poderá:

  • verificar as ordens de manutenção programadas para a semana;
  • abrir novas ordens de manutenção;
  • registrar dados ligados ao tempo de reparo e falhas;
  • fecharOMs;
  • anexar documentos e imagens.

Já o Tracksis funciona como um plugin do Manusis 4.0. Ele permite realizar a gestão em tempo real de mantenedores de equipes externas ou de assistência técnica. Assim, os gestores poderão supervisionar remotamente a localização dos seus profissionais em campo, avaliar rotas previstas e rotas realizadas, e fazer gestão de parâmetros pré-estados.

O Tracksis também pode ser utilizado para a gestão da manutenção de ativos móveis. Nesse caso, ele é integrado a outros módulos do sistema Manusis 4.0. Além disso, como mencionamos, ele funciona como um plugin, ou seja, uma extensão do aplicativo principal, sendo necessária sua instalação para correta configuração.

Ao abrir o Tracksis, você perceberá que ele oferece um dashboard com uma lista dos últimos eventos, com a data e o horário exatos registrados. Dessa forma, é possível monitorar com precisão as atividades da equipe.

Como o Tracksis ajuda na otimização dos processos de gestão de ativos?

O Tracksis vai além de um controle de ponto ou agenda, pois mostra dados reais na hora em que ocorrem. Ele utiliza o GPS do dispositivo móvel para registrar a localização e, com a ajuda do Manusis 4.0, detalha os eventos que podem ser analisados pela gestão. Assim, a empresa ganha um aliado a mais para monitorar suas equipes externas.

Ficou interessado em saber como funciona essa ferramenta? Então, solicite uma demonstração em nosso site e experimente gratuitamente!

 

Case: Manusis 4.0 e Tata Consultancy Services

Em 10 de setembro de 2020, Manusis e Tata Consultancy Services assinaram um memorando de entendimentos (MoU) para colaboração e áreas de negócios de mesmo interesse!

Em Outubro de 2020, Manusis e TCS definiram estratégias e sinergias para atuar no mercado de gestão de ativos, agora, com a possibilidade de implementar o Manusis em qualquer continente!

Nossa aliança comercial está fundamentada nos seguintes pilares: 

  •  Os times da TCS e Manusis trabalharão juntos na implementação do Manusis em todos os continentes;
  •  A TCS tem mais de 600 consultores especializados em sistemas de gestão estratégica de ativos (EAM);
  • A TCS é uma das maiores empresas de tecnologia no mundo, com profissionais especialistas em sistemas como o SAP, tecnologia AWS Cloud e Manufatura 4.0;
  • A TCS e Manusis atenderão seu clientes de modo sinérgico no que se refere ao Suporte Operacional ao Manusis 4.0, ao redor do mundo, oferecendo cobertura 24 x7;
  • A TCS e Manusis terão como missão, nos próximos meses, criar Centros de Excelência de Treinamentos do Manusis 4.0 para seus clientes no Brasil, EUA e Europa;
  • Com essa aliança, nós, TCA e Manusis, estaremos aptos a oferecer ao mercado, serviços de implementação do Manusis 4.0 e consultoria em gestão de ativos em projetos turn-key, inclusive serviços de integração completa SAP e Manusis 4.0.

TCS – Um verdadeiro parceiro especialista em Gestão de Ativos com amplo conhecimento e know-how!

 

Serviços: 

Consultoria

    • Processos de sistemas  de gestão de ativos
    • Otimização da performance de gestão de ativos

Serviços relacionados a softwares de gestão de ativos

    • Implementação de sistemas de gestão de ativos
    • Rollouts de sistemas em todos continentes
    • Suporte (AMS) de sistemas de gestão de ativos 
    • Atualização de sistemas legados e migrações
    • Integrações entre sistemas especialistas
    • Integração de ERPs com sistemas especialistas

Auditorias de gestão

    • Ações de melhoria no uso de sistemas de gestão
    • Maximização de disponibilidade dos ativos
    • Desenvolvimento e implementação de estratégias de manutenção preventiva e preditiva

Pessoas: 

    • Mais de 600 Consultores especialistas;
    • Mais de 400+ consultores certificados em sistemas especialistas de gestão de ativos de ponta.

Soluções

EAM – Soluções para gestão de ativos

      • Planejamento do Ciclo de Vida do Ativo
      • Manutenção preditiva e por condição
      • Calibração/Inspeção
      • Gestão de manutenção
      • Permissões de segurança para trabalho
      • RBI / RCM / FMEA
      • Aplicativos mobile e inventário digitalizado
      • Soluções de programação
      • MRO – Gestão da cadeia de suprimentos
      • KPI, Data Analytics e Reportes

Soluções desenvolvidas pela TCS

      • Solução de otimização da manutenção com realidade aumentada (ARMOS)
      • Gerenciamento inteligente de operação e manutenção de ativos (SMOM)
      • Gerenciamento inteligente de Facilities

Alavancadores

  • Leveraging COIN (Co-Innovation Network)
  • Experiência industrial do Tata Group Industrial
  • Mapas de Gestão de Ativos para indústrias específicas
  • Machine First Delivery Model (MFDM™) – Auditoras, EAM monitoramento & ferramentas de automação
  • Melhorias práticas em gestão de ativos
  • Repositório de lições aprendidas
  • Materiais de treinamento para usuários finais

Presença em vários segmentos

 

Baixar case em PDF.

 

 

O que é backlog e como reduzi-lo

Não sabe como reduzir o backlog das atividades de sua empresa? Entenda melhor esse conceito e conheça as ferramentas que podem te ajudar!

Já ouviu falar em backlog? Esse indicador é muito observado entre equipes de desenvolvimento de software, mas permeia diversas outras atividades, como a gestão da manutenção.

Gerenciar essa métrica pode ser um grande desafio, principalmente quando os processos começam a se acumular. Por isso, neste artigo, vamos conferir o que é backlog e quais são as melhores práticas para reduzi-lo!

O que é backlog?

O dicionário de Cambridge define backlog como um conjunto de tarefas que já deveriam ter sido concluídas ou que ainda precisam ser feitas pela equipe ou por algum departamento. A tradução literal seria “trabalho em atraso”. No entanto, a métrica vai além disso. Ela engloba também atividades que ainda estão pendentes, embora não necessariamente atrasadas.

Como esse indicador funciona?

O backlog funciona como uma lista de pendências que estão ligadas a um projeto ou uma estratégia maior. Esse conjunto de tarefas pode ter diferentes formatos, conforme o tipo atividade. Por exemplo, na gestão de manutenção, o backlog normalmente está relacionado a ordens de serviço que precisam ser atendidas.

Por que pode estar em acúmulo dentro da empresa?

Existem diferentes motivos para o acúmulo de backlog. Um dos principais é o trabalho manual. Quando a gestão controla as atividades por meio de planilhas e registros impressos, ou em ferramentas sem automação, informações podem ser perder e é comum haver interferências na comunicação, atrasando as tarefas.

Como reduzir o backlog?

O backlog pode ser reduzido basicamente com dois tipos de iniciativas: tecnologia e planejamento. O primeiro item se refere à capacidade da gestão de separar tarefas atuais das atrasadas, definir prioridades e determinar o tempo de execução de cada uma delas.

Nesse planejamento, a sistema de gestão vai ser fundamental, uma vez que é capaz de aprimorar a troca de informações, gerar relatórios completos e calcular indicadores de acompanhamento. É possível que tudo isso seja gerenciado por meio de dispositivos móveis, agilizando o trabalho dos profissionais.

Gostou de saber mais sobre como reduzir o backlog na sua empresa? Então, solicite uma demonstração do Manusis 4.0 e entenda como a solução pode ajudar o seu negócio a gerenciar e reduzir o backlog de manutenção com maestria!

 

O papel do Manusis na Indústria 4.0

O Manusis 4.0 é a ferramenta certa para levar a sua gestão da manutenção à Indústria 4.0. Saiba como!

A Indústria 4.0, ou Quarta Revolução Industrial, é marcada por uma forte presença das tecnologias digitais e da automação em diferentes processos.

Nesse contexto, tópicos como IoT (Internet das Coisas) e Big Data, ficam cada vez mais recorrentes. O Manusis 4.0 cumpre um papel importante nesse contexto. Entenda melhor os três principais pilares de atuação da ferramenta dentro desse cenário digital.

Desvendar

A primeira fase inclui a divulgação de conceitos e fornecimento de informações úteis e relevantes aos usuários. O blog do Manusis 4.0 é um dos principais canais na formação dessa base de conhecimento, abordando tópicos importantes, como a importância da mobilidade, Big Data e IoT nessa revolução.

Agir

A implementação do Manusis 4.0 não se trata apenas da instalação de um novo sistema. Envolve também uma reestruturação de processos, acompanhada de perto por uma equipe especializada com foco na otimização e na redução de custos. A ferramenta foi desenvolvida para cumprir todos os requisitos da Indústria 4.0.

Conectar

Para cumprir esta etapa, o Manusis conta com o Connect, que tem por objetivo inserir o negócio na era da indústria 4.0, interligando máquinas e dispositivos ao sistema. Assim, todos os dados dos equipamentos são transmitidos ao Manusis e enviados aos mantenedores por aplicativos.

Assim, fica claro que contar com uma plataforma de gestão integrada a todos os dispositivos é fundamental para avançar nesse novo modelo de produção.

Quer entender mais sobre como o Manusis 4.0 pode ajudá-lo a entrar na era da Indústria 4.0? Então, solicite uma demonstração e confira!

 

Conheça os principais indicadores para uma manutenção preventiva planejada

Você conhece os principais indicadores de manutenção? Saiba quais são eles e entenda por que são importantes.

A construção e o acompanhamento de KPIs na gestão de ativos é fundamental para metrificar a performance e dar base para a tomada de decisões. Mas quais são os principais indicadores de manutenção presentes em sistemas de gerenciamento de ativos?

Neste post, vamos explicar as métricas que são mais fundamentais e recorrentes no setor. Acompanhe!

MTBF — Mean Time Between Failures

O Mean Time Between Failures, como o nome sugere, refere-se ao tempo médio entre as falhas, isto é, o período em que a máquina apresentou bons resultados, descontando as falhas reparáveis.

MTTR — Mean Time To Repair.

Este é o tempo médio que os profissionais levam para reparar a máquina. Para isso, divide-se o tempo total de reparos pelo número de reparos, tirando-se assim a média.

Disponibilidade da máquina

É um percentual que representa o tempo em que a máquina está em condições para uso, em pleno funcionamento. Para chegar ao resultado, é necessário usar os KPIs já mencionados:

  • Disponibilidade = MTBF / (MTBF + MTTR) x 100.

TMA — Tempo Médio de Atendimento

Trata-se de um indicador que revela o tempo necessário para resolver um chamado, desde a solicitação até a conclusão. O cálculo é simples:

  • TMA = Tempo Total de Atendimento / Número Total de Atendimentos.

O ideal é utilizar um sistema que o ajude a gerenciar os principais indicadores de manutenção, como o Manusis 4.0. Dessa forma, os cálculos são feitos automaticamente, de forma rápida e prática.

Quer saber mais sobre essa ferramenta? Então, solicite uma demonstração do Manusis 4.0 e confira como essa aplicação pode elevar a produtividade do seu time!

 

Como aplicativos mobile facilitam a gestão de manutenção

Você sabe quais são as vantagens dos aplicativos mobile na gestão da manutenção? Leia o post e saiba mais!

Contar com dados atualizados e exatos na gestão da manutenção é fundamental para gerar indicadores precisos, que realmente dão suporte à tomada de decisão. Isso pode ser um grande desafio, especialmente quando há diversos profissionais trabalhando em diferentes unidades e departamentos. Sabia que aplicativos mobile podem ser de ajuda?

Neste artigo você vai entender algumas das vantagens práticas dessa ferramenta!

Acessibilidade

As mesmas informações e o mesmo sistema são instalados em vários aparelhos, garantindo que a gestão e os técnicos tenham acesso direto ao sistema para executar suas tarefas de forma descomplicada, com informações sendo compartilhadas com agilidade, sem interferências.

Monitoramento em tempo real para a gestão da manutenção

O aplicativo mobile permite que todas as informações sobre os processos de manutenção estejam sempre atualizados e possam ser acompanhados em tempo real pela gestão. Assim, é possível garantir um maior alinhamento entre os processos e os objetivos do negócio.

Fácil compartilhamento de documentos e imagens

Com um aplicativo de manutenção industrial, fica fácil descrever um problema complexo com apenas algumas imagens, que ficam anexadas ao registro. Tudo isso facilita o entendimento da falha e melhora a comunicação entre os técnicos.

Com o uso de aplicativos mobile, a gestão da manutenção ganha muito mais precisão nas informações, agilidade nos registros e facilidade na rotina dos profissionais.

Quer saber mais sobre essa ferramenta? Então, solicite uma demonstração do Manusis 4.0 e confira como essa aplicação pode elevar a produtividade do seu time!

 

Qual a vantagem de um sistema especialista para a Gestão de Manutenção e Ativos?

Veja como um sistema de gestão integrada pode otimizar a rotina da sua equipe de manutenção
Em um mercado cada vez mais competitivo, a Gestão de Manutenção tem o papel fundamental de assegurar que todos os ativos de uma empresa funcionem em perfeita ordem.

É, portanto, uma atividade estratégica em qualquer organização, que garante a disponibilidade dos equipamentos e das instalações, com segurança e dentro dos custos previstos, gerando assim melhores resultados e redução de custos.
No entanto, para que estes objetivos sejam cumpridos, é necessário que a gestão seja eficaz, com informações de qualidade, dados precisos e compartilhamento em tempo real do que está em execução.
Assim, uma importante aliada para atender a estas demandas é a tecnologia oferecida por sistemas especialistas em Gestão de Manutenção e Ativos.
Como tornar a Gestão de Manutenção mais ágil?

A Gestão é uma atividade desenvolvida por diversos profissionais e que, a todo momento, produz uma grande quantidade de informações a serem controladas e analisadas, como formulários, cronogramas, ordens de serviço, históricos, entre outros.
Utilizar planilhas para a compilação manual destes dados se torna, assim, uma atividade morosa e passível de erros, ocupando um tempo da equipe de manutenção que poderia ser aproveitado para planejamento de estratégias e melhorias.
Por isso, informatizar e automatizar estes processos por meio de um sistema especialista é a melhor solução. Com o MANUSIS 4.0, por exemplo, é possível padronizar e tornar os registros mais confiáveis, facilitando o acesso à informação e a elaboração de análises. Com isso, as ações ganham em agilidade e conformidade.

Outro benefício é a integração da comunicação entre todos os envolvidos, gerando velocidade nos procedimentos e maior divulgação.
O MANUSIS 4.0 foi desenvolvido pela WERT Solutions  para facilitar e tornar ágeis os processos de Gestão de Manutenção e Ativos de organizações dos mais diversos setores, assegurando a busca pelos melhores indicadores de disponibilidade, mantenabilidade e confiabilidade.
Disponível também em versão mobile, pode ser integrado aos principais ERP’s globais, sem a necessidade de substituir completamente o software de gestão de manutenção já implementado.

Com a plataforma, é possível criar um plano de manutenções periódicas. Com base nos dados registrados, torna-se muito mais simples estipular custos e verificar se os equipamentos estão cumprindo com a eficiência prevista.

Além disso, o MANUSIS 4.0 realiza os cálculos de utilização e previsão, gerando resultados instantaneamente e o agendamento automático de futuras manutenções.

Todas estas ações são registradas em tempo real no sistema, alimentando relatórios para análise de desempenho e adequação do planejamento aos objetivos do seu negócio.

Outra funcionalidade é o registro de manutenções corretivas, permitindo criar um histórico de toda a vida do equipamento para facilitar as análises das falhas e identificar sua origem — assim, elas não se tornam recorrentes.

De posse de relatórios e indicadores precisos, o gestor pode estipular e checar a disponibilidade dos recursos determinados para cada período, conforme o agendamento das manutenções.

Este controle auxilia também no apontamento da mão de obra necessária para cada serviço e na avaliação de desempenho destes profissionais de acordo com as expectativas produtivas do negócio.  
Solicite aqui uma demonstração gratuita do MANUSIS 4.0 e descubra como o sistema pode transformar a sua empresa.

Como otimizar a Gestão de Manutenção e Ativos com mobilidade

Descubra como a mobilidade pode contribuir para uma maior eficácia no setor de Gestão de Manutenção e Ativos da sua empresa!
A mobilidade é uma transformação digital que garante acessibilidade a dados e informações em tempo real e onde você estiver. Na era da informação, a utilização de dispositivos móveis impacta diretamente nossas rotinas, tornando-as mais dinâmicas e práticas. E no setor de Gestão de Manutenção e Ativos já é também realidade entre   indústrias e empresas que buscam maior eficiência operacional e redução de custos.
Com mobilidade, a Gestão de Manutenção ganha agilidade e assertividade, pois fornece informações precisas para os gestores e equipe de manutenção, aumentando assim a produtividade e a capacidade competitiva das organizações.
Por meio de um sistema de gestão de ativos com aplicativo mobile, por exemplo, a abertura de ordens de manutenção pode ser realizada pelo colaborador diretamente do local onde ele está, sem a necessidade de deslocamento. Além de oferecer agilidade, isto torna as informações muito mais assertivas.
Outra vantagem é que, a cada abertura de OM, a equipe de manutenção recebe imediatamente a solicitação e pode acessá-la de qualquer lugar e com todos os detalhes necessários para sua realização, o que garante produtividade e otimização das tarefas do setor.
Por isso, escolher sistemas que permitam acesso em diferentes plataformas, disponibilizem aplicativos para smartphones e tablets, que facilitam a rotina e promovem a agilidade no fluxo de informações, é essencial.
Além disso, garantir que o sistema escolhido opera nos modos online e offline, realizando a sincronização de informações e permitindo uma comunicação ativa e em tempo real entre as áreas de operação e de planejamento de atividades.
O MANUSIS 4.0, um software especialista para a Gestão de Manutenção e Ativos desenvolvido pela WERT Solutions, proporciona tudo isso, além da realização de processos de qualquer lugar e a qualquer hora, aumentando a disponibilidade dos ativos e evitando paradas inesperadas. Com o uso do MANUSIS mobile, você pode:

  • Trabalhar mesmo em ambientes sem rede de internet.
  • Permitir a solicitação de serviços por qualquer pessoa dentro da organização utilizando tecnologia de QR Code.
  • Permitir aos mantenedores realizar apontamento de serviços, registrar fotos e inserir pendências na OM junto ao equipamento ou de qualquer lugar da organização.
  • Permitir que operadores de máquinas realizem inspeções rotineiras (Manutenção Autônoma) nos equipamentos, informando imediatamente à área de PPCM em caso de não conformidades*

*Necessário contratação do plugin de Manutenção Autônoma.

  • Registrar contadores de ativos e consumo de combustível por ativo móvel.
  • Visualizar histórico, documentos e indicadores de ativos utilizando o recurso de QR Code.
  • Com o plugin de Atividade Padrão, registrar o tempo de execução de atividade padrão de uma OM através do recurso de Play-Pause.

Saiba mais vantagens sobre a Gestão de Ativos com mobilidade! Entre em contato conosco e solicite uma demonstração do MANUSIS 4.0.

pt_BRPortuguês do Brasil