Qual o papel da tecnologia na gestão de ativos?

Qual o papel da tecnologia na gestão de ativos?

A eficiência de uma empresa depende em grande parte de sua capacidade de tirar o máximo de proveito de seus ativos operacionais. Com o intuito de aprimorar esse controle, as organizações têm investido cada vez mais em tecnologia na gestão de ativos.

A tecnologia na gestão se refere principalmente a softwares que organizam as informações e automatizam algumas tarefas de gerenciamento. Mas qual a relação entre essas ferramentas e os ganhos obtidos na gestão de ativos? É sobre isso que vamos falar neste artigo!

O que é gestão de ativos?

A gestão de ativos compreende uma série de práticas que dão maior controle e visibilidade sobre todos os bens da empresa, gerenciando todo o seu ciclo de vida. Esses bens podem ser corpóreos, como equipamentos, máquinas, instalações e mobiliário, ou podem ser incorpóreos, como imagem da marca, expertise no mercado e informações.

A gestão de ativos tem como objetivo manter os bens sempre organizados, atualizados e disponíveis, garantindo que estejam nas melhores condições para gerar renda ao negócio ou dar base ao trabalho produtivo das equipes.

Uma das principais formas de otimizar essa gestão é por meio da tecnologia. Sistemas de gestão de ativos podem automatizar muitas tarefas, trazendo resultados rápidos e consistentes no controle dos bens.

Que vantagens é possível alcançar com tecnologia na gestão de ativos?

Vamos destacar aqui os principais ganhos que a empresa pode alcançar implementando tecnologias na gestão de ativos. Confira!

Aumento da produtividade

O sentido básico da produtividade é a redução de tempo para a realização das atividades e o aumento de volume de tarefas concluídas. Em outras palavras, é fazer mais em menos tempo, sem perder qualidade. Esse é um ganho importante da tecnologia.

Sistemas de gestão de ativos organizam as informações, facilitam a comunicação entre os operadores e automatizam diversas funções de controle. Assim, a equipe ganha tempo, dedicando-se menos a tarefas burocráticas e focando no que é mais importante.

Redução de despesas

As tecnologias de gestão também são capazes de reduzir custos operacionais. Em primeiro lugar, um controle aprimorado da manutenção reduz as falhas dos equipamentos, aumentando a disponibilidade dos ativos e diminuindo manutenções corretivas, que são mais onerosas.

Além disso, é possível reduzir os riscos de acidentes que poderiam comprometer a integridade da equipe. Respeitando as normas, a empresa evita pagar indenizações e multas.

Mobilidade

A mobilidade na gestão de ativos é especialmente importante para empresas que têm várias unidades ou que mantêm colaboradores em campo. Afinal, controlar as atividades fora dos muros da organização pode ser um grande desafio.

Isso é possível por meio de aplicativos móveis, que ajudam a compartilhar informações com colaboradores que estejam fazendo manutenções fora da empresa.

Monitoramento remoto

Outro ganho da tecnologia da gestão de ativos é o monitoramento em tempo real de equipes, instalações e equipamentos. Antes, só era possível acompanhar as atividades estando fisicamente presentes. Porém, os novos recursos permitem saber onde estão os colaboradores, que tarefas já foram realizadas, quais estão pendentes e como está o andamento das atividades.

A tecnologia na gestão de ativos veio para trazer maior produtividade, praticidade e eficiência ao setor. Trata-se de um investimento natural para as empresas que desejam ter processos aprimorados e assim ganhar maior competitividade no mercado.

Que tal conhecer essa tecnologia na prática? Baixe agora uma demonstração do Manusis 4.0 e entenda melhor como o sistema funciona!

 

pt_PTPortuguês