O OEE (Overall Equipment Effectiveness) é um índice que mede a eficácia produtiva da linha/máquina no tempo estabelecido. Afinal, o gerenciamento da produção é uma das atividades mais difíceis de ser executada em uma fábrica, afinal de contas é composta por várias linhas de produção, em série/paralelo e com complexidades diferentes. E, por esse fato, é muito importante estabelecer um indicador que permita medir, em tempo real, a eficiência de elementos que compõem uma linha de produção. 

O OEE tem uma fórmula usual que é a multiplicação dos fatores disponibilidade técnica, performance da máquina e qualidade. Originalmente, foi concebido dentro do sistema de gestão da manutenção desenvolvido pela Toyota  e que é conhecido como TPM (Total Productive Maintenance ou Manutenção Produtiva Total).

Experiência do JIPM

O Japan Institute of Plant Maintenance (JIPM) oficializou como calcular o OEE. Dessa forma, a intenção do JIPM foi ter um índice que pudesse servir para todas as indústrias japonesas e que permitisse servir de benchmarking. Isso para avaliar se uma máquina está operando corretamente ou se a queda do índice indica que seja necessário fazer alguma manutenção.

Nesse cenário, o  JIPM  criou  então  o  conceito  de  World  Class  OEE. Sendo assim, são  plantas produtivas e eficientes que possuem o índice OEE igual ou acima a 85%. Afinal, concluiu-se que a média da maioria das empresas japonesas da época tinham um OEE em torno de 60%.

O JIPM definiu os seguintes valores mínimos para uma empresa ser considerada World Class:

  • Performance deve ser no mínimo 95%
  • Disponibilidade técnica acima de 90%
  • Qualidade deve ser de pelo menos 99%

Isso mostra que atingir 85% de OEE implica em uma gestão eficaz de cada máquina, linha, célula, operadores, mantenedores. Enfim, não é algo muito simples de se atingir sem as ferramentas adequadas.

A disponibilidade técnica é a relação entre o tempo planejado de produção menos o tempo por paradas pelo tempo planejado de produção. Dessa forma, a performance está relacionada à velocidade de operação da máquina, podendo ser impactado por microparadas ou redução de tempo de ciclo. Afinal, a qualidade é a relação entre produtos produzidos com qualidade menos os refugados pelo total de produtos.

Plugin de OEE do Manusis 4.0

O plugin de OEE do Manusis possibilita o registro de dados da operação de ativos em termos de produção, perdas de processos, perdas de produto e perdas relacionadas a tempo. Sendo assim, permite ao usuário o cadastro de possíveis perdas relacionadas com Produtividade, Disponibilidade e Qualidade.

Os apontamentos podem ser realizados de modo manual pelos operadores de linha através de painel de apontamentos. Outra maneira, é que é possível integrar o Manusis 4.0 diretamente a máquinas e equipamentos, dependendo da viabilidade técnica.

Quer conhecer mais sobre o Plugin OEE? Entre em contato conosco para realizarmos uma demonstração.