• O que é engenharia de manutenção e como pode ser crucial para rentabilidade e processos empresariais.

O mercado em que atuamos hoje é dinâmico e acelerado. As mudanças são cruciais e constantes e empresas de qualquer lugar do mundo podem ser nossa concorrência. Neste cenário, a Engenharia de Manutenção tem se destacado como uma vantagem competitiva e um fator fundamental na hora de otimizar processos, orçamentos, produção e equipamentos.

O que é engenharia de manutenção?

A engenharia de manutenção é uma especialidade multidisciplinar porque requer conhecimento de vários processos e áreas da empresa — desde equipamentos a orçamentos. Sua finalidade é otimizar os mecanismos empresariais para que as operações funcionem da melhor maneira possível. Esse campo teve um rápido desenvolvimento a partir da Revolução Industrial, já que as máquinas começaram a ser usadas cada vez mais na produção.
Falar de engenharia de manutenção é falar de Análise RAM – ReliabilityAvailability Maintainability, ou seja, Confiabilidade, Disponibilidade e Capacidade de manutenção. O objetivo dessa abordagem é avaliar o desempenho de equipamentos, processos e afins para reduzir consideravelmente gastos e tempo, aumentando a produtividade e diminuindo as falhas.
A Confiabilidade determina por quanto tempo um equipamento ou processo consegue desempenhar sua função. A Disponibilidade é a porcentagem de tempo em que esse equipamento este funcionando e servindo a sua função. A Capacidade de manutenção representa o grau de facilidade ou dificuldade para um funcionário realizar a manutenção dentro de um prazo.
Ter consciência destes pontos pode ser um diferencial, principalmente em sistemas grandes e complexos. Quanto maior é a empresa, maior também pode ser o prejuízo e os detalhes a levar em consideração.
 


Passo a passo para uma correta aplicação da engenharia de manutenção

  1. Encontre a raiz dos problemas. Identifique os motivos das falhas nos equipamentos, processos e demais componentes da sua empresa, estabelecendo uma hierarquia de prioridades.
  2. Otimize a manutenção. Verifique se possui materiais de engenharia de manutenção e se estão funcionando perfeitamente.Use um controle de estoque e qualidade dos materiais. Facilite ao máximo o trabalho dos técnicos e responsáveis pela manutenção.
  3. Aperfeiçoe os processos de trabalho. Uma vez identificadas as falhas e travas, garanta a fluidez do trabalho para minimizar confusões, erros e acontecimentos inesperados. Simplifique procedimentos, dê atenção à comunicação e peça a colaboração de todos os envolvidos no fluxo.
  4. Capacite seus profissionais. Disponibilize treinamentos e materiais, tanto para quem é novo como para quem já trabalha na empresa. Isso também permite alinhar os processos de trabalho para todo mundo falar a mesma língua.
  5. Automatize processos. Aproveite as vantagens da tecnologia para aumentar a produtividade. Hoje, há sistemas de gestão de manutençãoque facilitam, e muito, as operações de qualquer empresa.

Toda empresa responsável deve considerar seriamente a aplicação de estratégias, processos e recursos que ajudem no seu crescimento. A engenharia de manutenção oferece essa visão ampla e estratégica sobre o seu negócio. Quer saber mais sobre a gestão de ativos e receber conteúdos elaborados para ajudá-lo(a) a ter sucesso? Inscreva-se na nossa newsletter!

2021-04-05T16:33:08-03:0010 de abril de 2019|Blog, Conteúdos e Artigos, Gestão de Manutenção|

Deixar um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Ir ao Topo