Muitos problemas operacionais que as empresas enfrentam poderiam ser evitados por investir mais em seus processos de manutenção. Uma rotina de manutenção sem o devido planejamento, gerenciada manualmente e sem uma tecnologia adequada pode gerar muitos erros que aumentam os custos de produção.
Pensando nisso, separamos algumas dicas indispensáveis para você otimizar seus processos de manutenção. Entenda quais as melhores práticas que têm contribuído para que as organizações alcancem resultados mais expressivos no setor!

1. Documentação de roteiros de manutenção

Os roteiros são planos que definem todas as etapas seguidas na manutenção de ativos. Em outras palavras, é um documento que detalha um passo a passo do que deve ser feito.
A vantagem desse documento é que ele funciona como um suporte para os mantenedores, servindo de guia para executar as tarefas de forma padronizada, segura e com qualidade.
Por exemplo, um bom roteiro ou plano de manutenção informa todos os pontos de lubrificação, rotinas de inspeção, trocas de produtos, vida útil de peças, entre outros.

2. Integração do planejamento da manutenção com a produção

É preciso que haja uma boa comunicação entre os diversos setores da empresa com a equipe de manutenção. Somente assim será possível alinhar as paradas para manutenções com o ritmo de produção.
Isso é muito importante porque a manutenção dos ativos representa uma pausa nos processos de produção. Dessa forma, é preciso determinar em conjunto qual o momento mais adequado para essa interrupção.

3. Controle de peças de reposição

As peças precisam estar prontamente disponíveis para troca. Isso é fundamental porque quanto maior o tempo de reposição, maiores as perdas pela indisponibilidade das máquinas.
Assim, muitas empresas preferem ter em seu estoque aquelas peças que, com recorrência, precisam ser substituídos. Outra dica é pesquisar fornecedores que possam prover os insumos da maneira mais ágil possível.

4. Monitoramento remoto

O acompanhamento das atividades de manutenção é uma ação fundamental para garantir a produtividade de profissionais em campo. Sistemas como o Tracksis, da Manusis, permitem o monitoramento dos mantenedores conforme se deslocam para efetuar a assistência técnica em diferentes unidades.
Com isso, o gestor tem mais condições de acompanhar o andamento das ordens de serviço, as dificuldades encontradas e todo o fluxo das atividades. Com isso, indicadores importantes são obtidos para auxiliar a tomada de decisões que darão o suporte para ajustes pontuais no planejamento da manutenção.

5. Adoção de tecnologias

A Indústria 4.0 é uma das grandes inovações da gestão da manutenção e representa um importante avanço tecnológico para o setor. As chamadas fábricas inteligentes, ao conectarem cada máquina à rede, geram um grande volume de dados que pode ser usado para otimizar o planejamento da manutenção.
Dessa forma, erros podem ser grandemente reduzidos, contribuindo para maior segurança, confiabilidade e agilidade às atividades de manutenção. Tudo isso se reflete nos resultados da produção como um todo.
Para isso, máquinas, dispositivos e sistemas são interligados para permitir a automação e garantir o compartilhamento de informações de modo mais fácil e ágil. Esse é um novo modelo que representa a Quarta Revolução Industrial.
Acreditamos que essas dicas, se colocadas em prática, são capazes de otimizar seus processos de manutenção. A ideia é investir em técnicas e tecnologias que possam facilitar as atividades e garantir melhores resultados para a gestão e os mantenedores.
Quer saber mais sobre como o Manusis 4.0 pode ajudar a aprimorar seus processos de manutenção? Baixe uma demonstração do software e confira!