Como preparar minha equipe para o uso de dispositivos IoT?

Como preparar minha equipe para o uso de dispositivos IoT?

Entenda o impacto da Internet das Coisas para o seu negócio e descubra se sua equipe está pronta para esta evolução tecnológica.
A Internet das Coisas (IoT) está cada vez mais presente no dia a dia das pessoas, seja em smartphones, veículos, eletrodomésticos ou até mesmo em objetos. Ela está modificando a forma como a sociedade interage e se comunica, criando as conhecidas cidades inteligentes.
No mundo empresarial não é diferente. As atividades desenvolvidas no ambiente de trabalho passaram a contar com a colaboração de máquinas conectadas para a tomada de decisões mais ágeis e eficientes. Isso representa um importante diferencial competitivo para as empresas que visam se reinventar e aprimorar seus serviços e produtos.
Para as corporações, adotar a IoT nos negócios significa também enfrentar diversos desafios, como a questão da segurança. O grande volume de dispositivos conectados à rede corporativa representa um aumento na vulnerabilidade e no trabalho da equipe de TI, que é responsável por gerenciar as redes e garantir sua proteção.
Por isso, há algumas recomendações que devem ser seguidas para a criação de uma estratégia inicial que seja capaz de lidar com as elevadas conexões de IoT na rede corporativa. Conheça algumas delas:
POLÍTICAS DE SEGURANÇA – Primeiramente, é necessário atualizar as políticas de segurança de acesso à rede, pois as formas de se conectar mudaram. A TI deve elaborar uma nova política que estabeleça diretrizes de integração e conexão de dispositivos IoT para uma simplificação do monitoramento e supervisão da rede. É importante que todas as regras sejam documentadas e repassadas à equipe, assim, todos podem consultar em caso de dúvidas.
ESCALABILIDADE – A política de segurança deve definir, ainda, um nível de acesso diferente para cada tipo de usuário. Assim, apenas contas privilegiadas terão permissão para utilizar dados sigilosos. Além disso, a política de segurança deve incluir etapas que forneçam os registros de acesso. Dessa forma, quando os recursos de segurança desconectam um acesso suspeito, a TI conseguirá ter detalhes para verificar o que aconteceu.
MONITORAMENTO – Outro fator essencial para administrar os dispositivos de IoT é possuir visibilidade total da rede. A empresa deve investir em ferramentas de monitoramento que consigam fornecer uma alta visibilidade de todo o ambiente para que a TI tenha uma visão ampla de todas as pessoas e dispositivos que se conectam à rede, além dos horários e locais dessas conexões, para poder separar o que é considerado acesso normal de possíveis ameaças. Dessa forma, os administradores podem contar com uma visão geral das portas que estão em uso para poder manter fechadas aquelas que não estão e evitar problemas.
ATUALIZAÇÃO – Manter-se sempre atualizado também é essencial para ter uma estratégia bem-sucedida, capaz de suportar todos os dispositivos IoT. O profissional de TI deve controlar por meio de listas práticas quem, especificamente, é responsável por cada dispositivo conectado e cada novo acesso que é realizado. Assim, em caso de alguma violação, torna-se mais rápido detectar e reduzir os perigos. Além disso, é necessário implementar patches e realizar auditorias regulares para garantir que todas as ferramentas e processos de segurança estejam funcionando corretamente.
TREINAMENTOS – Investir em treinamentos e palestras para os funcionários se integrarem com essas inovações também é uma tarefa fundamental para as empresas estarem prontas para essa nova realidade. Ofereça cursos, palestras e demonstrações para todos os setores, periodicamente, para que ninguém fique desatualizado. Lembre-se: profissionais bem treinados tendem a cometer menos erros e podem até oferecer novas soluções para o seu negócio.
Leia também no blog da WERT SOLUTIONS: como escolher um sistema de gestão e manutenção de ativos.

pt_BRPortuguês do Brasil
pt_PTPortuguês pt_BRPortuguês do Brasil