gestão de manutenção e ativos

Qual a importância da Segurança da Informação para a Gestão de Manutenção e Ativos?

Saiba qual a definição do conceito de segurança da informação e entenda sua importância para proteger os dados do seu negócio
Hoje, sistemas, suas informações confidenciais e dados, independentemente do formato, são os maiores patrimônios de qualquer empresa. Nesses ambientes virtuais estão armazenados todos os diferenciais que tornam uma organização competitiva no mercado.
Assim, com o desenvolvimento tecnológico constante, o investimento em Segurança da Informação se torna imprescindível no universo corporativo. Mais do que proteger as empresas de ataques hackers ou evitar a vulnerabilidade de sistemas, a Segurança da Informação garante a proteção de processos, ambientes, serviços, tecnologias e pessoas.   Os atributos básicos que caracterizam o conceito são:
CONFIDENCIALIDADE –  Garante que só pessoas autorizadas tenham acesso às informações.   
INTEGRIDADE – Garante que a informação não foi alterada de forma não autorizada ou indevida.   
DISPONIBILIDADE – Garante que os serviços sejam disponibilizados durante o maior tempo possível.   
AUTENTICIDADE – Garante a identificação e a segurança da origem da informação.   
IRRETRATABILIDADE – garante a impossibilidade de negar a autoria em relação a uma transação anteriormente feita.   
O MANUSIS 4.0 é um sistema especialista de Gestão de Manutenção e Ativos que conta com o que há de mais avançado no quesito segurança de servidores.
O sistema realiza o backup de dados diários, monitoramento 24 horas por dia, 7 dias por semana. Além disso, permite a restauração de dados em até 24 horas e o espelhamento de dados, o que aumenta a disponibilidade do banco de dados.   Utiliza ainda HTTPS (Hypertext Transfer Protocol Secure), uma implementação do protocolo HTTP sobre uma camada adicional de segurança com base no protocolo SSL/TLS. Essa camada adicional permite que os dados sejam transmitidos por meio de uma conexão criptografada e que se verifique a autenticidade do servidor e do cliente por meio de certificados digitais. Para conhecer o MANUSIS 4.0 e suas principais vantagens, acesse nosso site.

O que é a Gestão de Manutenção centrada em confiabilidade?

Descubra o que é confiabilidade e como utilizar esta metodologia como ferramenta estratégica para o seu negócio
Dentre as principais práticas adotadas pelas empresas de classe mundial, como forma de garantir a sua competitividade e a conseqüente perpetuação no mercado, está a metodologia Reliability Centered Maintenance (RCM) – Manutenção Centrada em Confiabilidade.
A metodologia RCM ou Manutenção Centrada em Confiabilidade, é um processo usado para determinar o que deve ser feito para assegurar que qualquer ativo físico continue a fazer o que seus usuários querem que ele faça, no seu contexto operacional presente. Para ser desenvolvida, a metodologia utiliza sete perguntas sobre cada item em revisão ou sob análise crítica, para que seja preservada a função do sistema produtivo. Como resultado, obtém-se um aumento da disponibilidade, o que permite um aumento de produção.
Empresas de classe mundial, por sua vez, são aquelas que buscam a excelência nos serviços e produtos de sua competência. Para buscar esta excelência, as empresas perseguem sempre inovações e procuram estar na vanguarda da aplicação da tecnologia no seu processo produtivo e, principalmente, na gestão do seu maior patrimônio, que são os seus colaboradores internos e externos. Estas empresas buscam, ainda, nos departamentos de manutenção, os resultados positivos de desempenho do seu sistema produtivo para garantir ganhos em produtividade e qualidade, simultaneamente a uma redução de custos de manutenção. Sendo assim, a manutenção centrada em confiabilidade passa a ser considerada como uma função estratégica, que agrega valor ao produto.
Os benefícios obtidos pela prática da Manutenção Centrada em Confiabilidade são vários. Abaixo, listamos 7 deles:
Maior Segurança e Proteção Ambiental: no conjunto de benefícios do RCM, a segurança operacional e a integridade do meio ambiente são os principais benefícios obtidos com a metodologia. Esses benefícios são resultados das informações geradas pelo RCM, para identificar todos os possíveis riscos de falha nos equipamentos.
Desempenho Operacional Melhorado: o desempenho operacional é melhorado porque os gestores do programa têm informações técnicas para escolher melhores práticas de manutenção para garantir uma maior disponibilidade dos equipamentos no sistema produtivo. O aumento da disponibilidade dos equipamentos pode ser visto também como uma redução no tempo de reparo.
Eficiência Maior de Manutenção (Custo-efetivo): com as informações técnicas obtidas pelo RCM, os gestores podem adotar as melhores práticas de manutenção, para garantir que o capital investido na manutenção tenha o melhor retorno. Estima-se que o RCM corretamente aplicado aos sistemas de manutenção existentes reduza de 40% a 70% a quantidade de trabalho de rotina, e trabalhos de emergência entre 10% e 30% do total de trabalhos.
Aumento da vida útil dos equipamentos: a adoção das melhores práticas de manutenção garante que o equipamento faça tudo o que o seu usuário quer que ele faça, e que ele fique por mais tempo disponível no seu contexto operacional. O resultado desta manutenção garante que cada componente do equipamento receba a manutenção necessária para cumprir a sua função, garantir uma vida mais longa do equipamento.
Banco de Dados de Manutenção Melhorado: os registros gerados pelo RCM proporcionam a obtenção de um excelente banco de dados para uso tanto pela manutenção como pela operação, inspeção e projeto. Estes dados fornecem informações para: identificar as necessidades de habilidades dos manutentores, decidir qual a melhor política de estoques de peças sobressalentes e manter os desenhos e manuais atualizados.
Trabalho em Equipe e motivação: as pessoas ficam mais motivadas para o trabalho quando participam da análise e soluções dos problemas do dia a dia. A metodologia RCM promove esta integração, quando reúne equipes multifuncionais para a análise e solução dos problemas. Isso aumenta o grau de comprometimento e compartilhamento de toda a organização da empresa na solução dos problemas.
Social: a sociedade é a grande beneficiária dos resultados obtidos pela implantação correta do RCM, que tem como objetivo eliminar ou reduzir ao máximo as probabilidades das falhas funcionais e criar procedimentos adequados para minimizar os efeitos e conseqüências das falhas. Com isso, os recursos naturais para as atividades industriais serão usados mais racionalmente, sem desperdício, e os possíveis acidentes com agressão ao meio ambiente serão evitados.
O uso de tecnologias já não é mais um diferencial para se destacar no mercado. Atualmente, é necessário utilizar as melhores ferramentas e sistemas que existem. Como a manutenção centrada em confiabilidade está associada ao bom desempenho de uma gestão, é possível aplicar soluções adequadas às suas exigências também.
O MANUSIS 4.0 é uma plataforma especialista e integrada aos principais ERP’s globais. O software reúne informações de todas as áreas de apoio em um único lugar, com custos reduzidos e em um sistema especialista em gestão de manutenção e ativos desenvolvido por profissionais que possuem conhecimento aprofundado do mercado de Gestão de Manutenção. Saiba mais sobre o MANUSIS 4.0!

Big Data e Indústria 4.0: a importância destes conceitos para a Gestão de Manutenção e Ativos

Entenda o que é Big Data e a Indústria 4.0 e como estes avanços tecnológicos podem contribuir para o desenvolvimento do seu negócio
A transformação digital já é uma realidade no mundo empresarial. São conceitos e novas tecnologias que estão alterando os modos de produção e impactam diretamente os negócios. Um bom exemplo destas mudanças é a relação entre Big Data e a Indústria 4.0.
De um lado, temos um grande volume de dados disponíveis para análise de estratégias, com benefícios para os mais diversos setores. De outro, o conceito de fábricas do futuro, que já é um objetivo comum no setor industrial.
A seguir, explicamos para você estes conceitos, mostrando a importância de ambos na Gestão de Manutenção e Ativos.
O que é Big Data?
O Big Data é um grande volume de dados coletados e armazenados para análise e aplicação. O conceito está tem três principais pilares: o volume, que está relacionado à grande quantidade de dados disponível dentro e fora das empresas; a velocidade, pois a cada segundo muitos dados novos são criados na internet, e alguns destes dados podem ser interessantes para cada tipo de empresa; e o terceiro e último está relacionado à variedade, sendo que o dado pode ser um compartilhamento de um texto em uma rede social, um post no blog, um review de produto em formato de vídeo.
Sendo assim, na era da Indústria 4.0,  os dados se tornam a base das tomadas de decisão, tornando-as mais precisas e eficientes.
O que é Indústria 4.0?
O termo Indústria 4.0 faz alusão a uma quarta revolução industrial, momento em que os sistemas em nuvem, de inteligência artificial e outras plataformas virtuais, são utilizadas para tornar os processos mais eficientes, autônomos e conectados a toda a cadeia de valor.
No entanto, para transformar esse projeto em realidade, o uso de dados representa uma etapa fundamental do processo. Eles precisam ser integrados à dinâmica da fábrica, permitindo que os gestores — por meio de softwares — monitorem e controlem cada ativo em tempo real.
Hoje, é possível descobrir novas informações e identificar padrões que permitam melhorar cada processo da produção industrial — o que inclui aumentar a eficiência da cadeia de suprimentos e mapear variáveis que afetam a produção, por exemplo.
Atualmente, estabelecer o padrão de Indústria 4.0 como objetivo estratégico e começar a inovar é um diferencial competitivo e de sobrevivência no mercado.
Nesse sentido, a Gestão de Manutenção tem um papel fundamental nas empresas, gerando impactos significativos nos resultados de qualquer negócio. Por meio do Big Data, é possível realizar a análise de dados históricos dos equipamentos e de cada processo.
Com estas informações, obtém-se uma análise que permite o ajuste dos cronogramas e uma manutenção manutenção preditiva. Reduz-se, assim, o índice de paradas, quebras de equipamentos e solicitações de serviços, o que diminui também o custo com ações corretivas e garante uma produção mais eficiente.  
Um estudo da Honeywell-KRC mostra, por exemplo, que utilizar o Big Data nas estratégias de Gestão de Manutenção pode reduzir as falhas em até 26%, e o tempo de inatividade em quase um quarto. São indicadores importantes, pois mostram a capacidade de retorno produtivo e financeiro da adoção dessa tecnologia.
Por isso, é fundamental investir em uma cultura inovadora, fomentando a implementação de soluções que otimizem os processos industriais e tornem sua empresa mais eficiente. Combinar Big Data e a Indústria 4.0 permite a revisão e aperfeiçoamento de processos e procedimentos, eleva o desempenho dos ativos e pode melhorar a eficácia e facilitar o atingimento das metas. Em resumo, a Gestão de Ativos atrelada à Indústria 4.0 e ao Big Data suporta a realização de valor, ao mesmo tempo em que equilibra os custos financeiros, ambientais e sociais, o risco, a qualidade de serviço e o desempenho relacionado aos ativos, melhorando a sustentabilidade das operações e da organização.  
O MANUSIS 4.0, por exemplo, realiza os cálculos de utilização e previsão, gerando resultados instantaneamente e o agendamento automático de futuras manutenções. Todas estas ações são registradas em tempo real no sistema, alimentando relatórios para análise de desempenho e adequação do planejamento aos objetivos do seu negócio. De posse de relatórios e indicadores precisos, o gestor pode estipular e checar a disponibilidade dos recursos determinados para cada período, conforme o agendamento das manutenções. Este controle auxilia também no apontamento da mão de obra necessária para cada serviço e na avaliação de desempenho destes profissionais de acordo com as expectativas produtivas do negócio.  Solicite aqui uma demonstração gratuita do MANUSIS 4.0 e descubra como o sistema pode transformar a sua empresa.

Qual a importância da gestão das ordens de serviço?

Veja dicas para garantir a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos e máquinas, tornando o processo produtivo da sua empresa mais eficaz.
A Gestão de Manutenção e Ativos é composta por diversas atividades cujo objetivo é garantir a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos e máquinas, tornando o processo produtivo mais eficaz. Dentre estas atividades, está a gestão de ordens de serviço, que envolve a abertura, edição e finalização de ordens de serviço, ou a realização de predições de manutenção com o apontamento de informações para o registro de históricos.
Na gestão das ordens de serviço, uma grande parceira dos gestores na busca por resultados positivos, é a mobilidade. Parte fundamental na disseminação da Indústria 4.0 nas empresas, o conceito vem revolucionando o dia a dia de empresas dos mais diversos setores, trazendo também mais agilidade e eficiência para as equipes de manutenção.
Por meio de um aplicativo mobile como o MANUSIS 4.0, a equipe de manutenção pode desempenhar as principais funções do setor de forma prática e ágil, utilizando celulares ou tablets. O colaborador pode cadastrar ordens de serviço para manutenções corretivas ou preventivas com apenas alguns cliques.
As informações são sincronizadas no sistema e, automaticamente, toda a equipe de manutenção pode obter acesso a elas, como prazo, insumos, etapas do checklist, imagens do equipamento e do problema. Essa acessibilidade torna a gestão de ativos muito mais assertiva, visto que as solicitações são realizadas em tempo real, sem necessidade de deslocamento ou registro em papel.
O Manusis Mobile funciona também em modo offline, sem conexão com a internet. Neste caso, as ordens de serviço são registradas no sistema e, assim que houver conexão, sincronizadas para acesso dos demais colaboradores.
Outra grande vantagem é que todo o desempenho da equipe de manutenção fica registrado no sistema, o que permite a avaliação de estratégias para possíveis ajustes no planejamento de gestão.
Entre em contato conosco e solicite um teste gratuito do MANUSIS 4.0.

5 pilares para uma Gestão de Manutenção e Ativos mais eficaz

Conheça 5 tarefas imprescindíveis para otimizar a Gestão de Manutenção e Ativos da sua organização e obter melhores resultados.
Para manter uma boa estratégia de Gestão de Ativos, é preciso focar na redução de custos e aumento da produtividade. Para isso, manter um controle do inventário, um histórico de manutenções, calibrações e análises periódicas de desempenho e custos, são tarefas imprescindíveis. Todas elas podem ser organizadas em 5 pilares que garantem uma Gestão de Manutenção e Ativos mais eficaz. Conheça cada um deles:
1 – Classificação dos ativos
A estrutura de classificação dos ativos deve ser baseada em propriedades e atributos de cada máquina ou equipamento, de acordo com sua importância para cada organização. Essa avaliação determina o grau de criticidade dos ativos em relação ao processo produtivo e contribui para a escolha de uma política de manutenção adequada e de gestão muito mais simples.
2 – Centralização de dados
Centralizar todas as informações dos ativos em um só lugar evita, por exemplo, a desorganização ou perda de informações importantes  espalhadas em diversas planilhas e documentos. Por meio de um sistema de Gestão de Ativos como o MANUSIS 4.0, é possível acessar rapidamente todos os dados em uma única plataforma, reduzindo retrabalhos e aumentando a eficiência de gestão.
3 – Indicadores de desempenho
Para resultados mais assertivos, é importante que se defina quais indicadores de desempenho (KPIs) realmente agregam valor ao plano de ação de cada negócio.  Deve-se garantir que os indicadores meçam, portanto, a efetividade na aplicação dos processos de manutenção com o intuito de aumentar o desempenho da organização, oferecendo melhores resultados.
4 – Plano de Manutenção
O principal objetivo do planejamento da manutenção de ativos é, sem dúvidas, estabelecer e manter condições favoráveis a fim de otimizar o processo produtivo e seus equipamentos, do começo ao fim, devendo ser eficiente e eficaz também nos custos. Em uma cadeia de produção, o planejamento da manutenção de ativos é uma atividade de melhoria constante do sistema de manutenção, que visa aumentar a disponibilidade dos ativos e certificar que estes não serão responsáveis por parar o processo produtivo inesperadamente. Por isso, seguir um passo a passo minucioso para elaborar o planejamento é a melhor forma de visualizar as condições atuais do processo, definir as ações necessárias e os requisitos para sua realização e monitorar resultados.
5 – Calibração
A calibração mantém o nível de desempenho das máquinas e equipamentos, além de auxiliar nos requisitos de qualidade, garantindo a disponibilidade dos ativos. Isso significa programar, documentar, planejar, analisar e executar calibrações em seus medidores, equipamentos de teste, dispositivos e padrões de medição para que todo o processo produtivo esteja em equilíbrio.
Conheça o MANUSIS 4.0, sistema especialista em Gestão de Manutenção e Ativos da WERT SOLUTIONS e descubra como otimizar o desempenho dos ativos de sua organização.

Como otimizar a Gestão de Manutenção e Ativos com mobilidade

Descubra como a mobilidade pode contribuir para uma maior eficácia no setor de Gestão de Manutenção e Ativos da sua empresa!
A mobilidade é uma transformação digital que garante acessibilidade a dados e informações em tempo real e onde você estiver. Na era da informação, a utilização de dispositivos móveis impacta diretamente nossas rotinas, tornando-as mais dinâmicas e práticas. E no setor de Gestão de Manutenção e Ativos já é também realidade entre   indústrias e empresas que buscam maior eficiência operacional e redução de custos.
Com mobilidade, a Gestão de Manutenção ganha agilidade e assertividade, pois fornece informações precisas para os gestores e equipe de manutenção, aumentando assim a produtividade e a capacidade competitiva das organizações.
Por meio de um sistema de gestão de ativos com aplicativo mobile, por exemplo, a abertura de ordens de manutenção pode ser realizada pelo colaborador diretamente do local onde ele está, sem a necessidade de deslocamento. Além de oferecer agilidade, isto torna as informações muito mais assertivas.
Outra vantagem é que, a cada abertura de OM, a equipe de manutenção recebe imediatamente a solicitação e pode acessá-la de qualquer lugar e com todos os detalhes necessários para sua realização, o que garante produtividade e otimização das tarefas do setor.
Por isso, escolher sistemas que permitam acesso em diferentes plataformas, disponibilizem aplicativos para smartphones e tablets, que facilitam a rotina e promovem a agilidade no fluxo de informações, é essencial.
Além disso, garantir que o sistema escolhido opera nos modos online e offline, realizando a sincronização de informações e permitindo uma comunicação ativa e em tempo real entre as áreas de operação e de planejamento de atividades.
O MANUSIS 4.0, um software especialista para a Gestão de Manutenção e Ativos desenvolvido pela WERT Solutions, proporciona tudo isso, além da realização de processos de qualquer lugar e a qualquer hora, aumentando a disponibilidade dos ativos e evitando paradas inesperadas. Com o uso do MANUSIS mobile, você pode:

  • Trabalhar mesmo em ambientes sem rede de internet.
  • Permitir a solicitação de serviços por qualquer pessoa dentro da organização utilizando tecnologia de QR Code.
  • Permitir aos técnicos de manutenção realizar apontamento de serviços, registar fotos e inserir pendências na OM junto do equipamento ou de qualquer lugar da organização.
  • Permitir que operadores de máquinas realizem inspeções rotineiras (Manutenção Autônoma) nos equipamentos, informando imediatamente à área de PPCM em caso de não conformidades*

*Necessário contratação do plugin de Manutenção Autônoma.

  • Registar contadores de ativos e consumo de combustível por ativo móvel.
  • Visualizar histórico, documentos e indicadores de ativos utilizando o recurso de QR Code.
  • Com o plugin de Atividade Padrão, registar o tempo de execução de uma OM através do recurso de Play-Pause.

Saiba mais vantagens sobre a Gestão de Ativos com mobilidade! Entre em contato conosco e solicite uma demonstração do MANUSIS 4.0.

MANUSIS 4.0: Os indicadores de Ativos da sua empresa em um só lugar e em tempo real

Saiba como o MANUSIS 4.0 pode tornar a Gestão de Manutenção e Ativos da sua empresa muito mais ágil e otimizada!
Você já imaginou ter todos os KPI’s importantes para sua empresa em uma única plataforma e com acompanhamento em tempo real?
Com o MANUSIS 4.0, você pode gerir os KPI’s e demais funções da Gestão de Manutenção e Ativos de forma ágil e otimizada, permitindo a definição de metas e a medição dos resultados atingidos em áreas críticas da execução das estratégias.
Utilizado para auxiliar na melhoria da Gestão de Ativos, o MANUSIS tem, entre outras funções, fornecer relatórios padrões, pesquisas e questionamentos, mostrando estatísticas sobre custos, desempenho de máquinas, desempenho de linhas produtivas e sobre o que mais se deseje controlar, seguindo as estratégias e características da sua empresa.
Além disso, com o Tracksis, permite ao usuário gerenciar seus ativos em tempo real com foco no geoposicionamento e obtenção de informações críticas para a gestão de manutenção dos ativos. Com o Tracksis, é possível monitorar os mantenedores em seus deslocamentos no dia a dia. Ideal para gestão de equipes volantes e de assistência técnica, informando, em tempo real, a localização dos integrantes da equipe. É possível a utilização desse módulo para monitoramento de ativos móveis, como veículo
Ao alcance de um clique, os gestores e a equipe são capazes de obter as respostas às perguntas em tempo real e agir com todos os dados consolidados em um só lugar.
Solicite aqui uma demonstração.

pt_PTPortuguês
pt_BRPortuguês do Brasil pt_PTPortuguês