Postagens de Wert Solutions

16 out 2018

Big Data e Indústria 4.0: a importância destes conceitos para a Gestão de Manutenção e Ativos

Entenda o que é Big Data e a Indústria 4.0 e como estes avanços tecnológicos podem contribuir para o desenvolvimento do seu negócio A transformação digital já é uma realidade no mundo empresarial. São conceitos e novas tecnologias que estão alterando os modos de produção e impactam diretamente os negócios. Um bom exemplo destas mudanças é a relação entre Big Data e a Indústria 4.0. De um lado, temos um grande volume de dados disponíveis para análise de estratégias, com benefícios para os mais diversos setores. De outro, o conceito de fábricas do futuro, que já é um objetivo comum no setor industrial. A seguir, explicamos para você estes conceitos, mostrando a importância de ambos na Gestão de Manutenção e Ativos. O que é Big Data? O Big Data é um grande volume de dados coletados e armazenados para análise e aplicação. O conceito está tem três principais pilares: o volume, que está relacionado à grande quantidade de dados disponível dentro e fora das empresas; a velocidade, pois a cada segundo muitos dados novos são criados na internet, e alguns destes dados podem ser interessantes para cada tipo de empresa; e o terceiro e último está relacionado à variedade, sendo que o dado pode ser um compartilhamento de um texto em uma rede social, um post no blog, um review de produto em formato de vídeo. Sendo assim, na era da Indústria 4.0,  os dados se tornam a base das tomadas de decisão, tornando-as mais precisas e eficientes. O que é Indústria 4.0? O termo Indústria 4.0 faz alusão a uma quarta revolução industrial, momento em que os sistemas em nuvem, de inteligência artificial e outras plataformas virtuais, são utilizadas para tornar os processos mais eficientes, autônomos e conectados a toda a cadeia de valor. No entanto, para transformar esse projeto em realidade, o uso de dados representa uma etapa fundamental do processo. Eles precisam ser integrados à dinâmica da fábrica, permitindo que os gestores — por meio de softwares — monitorem e controlem cada ativo em tempo real. Hoje, é possível descobrir novas informações e identificar padrões que permitam melhorar cada processo da produção industrial — o que inclui aumentar a eficiência da cadeia de suprimentos e mapear variáveis que afetam a produção, por exemplo. Atualmente, estabelecer o padrão de Indústria 4.0 como objetivo estratégico e começar a inovar é um diferencial competitivo e de sobrevivência no mercado. Nesse sentido, a Gestão de Manutenção tem um papel fundamental nas empresas, gerando impactos significativos nos resultados de qualquer negócio. Por meio do Big Data, é possível realizar a análise de dados históricos dos equipamentos e de cada processo. Com estas informações, obtém-se uma análise que permite o ajuste dos cronogramas e uma manutenção manutenção preditiva. Reduz-se, assim, o índice de paradas, quebras de equipamentos e solicitações de serviços, o que diminui também o custo com ações corretivas e garante uma produção mais eficiente.   Um estudo da Honeywell-KRC mostra, por exemplo, que utilizar o Big Data nas estratégias de Gestão de Manutenção pode reduzir as falhas em até 26%, e o tempo de inatividade em quase um quarto. São indicadores importantes, pois mostram a capacidade de retorno produtivo e financeiro da adoção dessa tecnologia. Por isso, é fundamental investir em uma cultura inovadora, fomentando a implementação de soluções que otimizem os processos industriais e tornem sua empresa mais eficiente. Combinar Big Data e a Indústria 4.0 permite a revisão e aperfeiçoamento de processos e procedimentos, eleva o desempenho dos ativos e pode melhorar a eficácia e facilitar o atingimento das metas. Em resumo, a Gestão de Ativos atrelada à Indústria 4.0 e ao Big Data suporta a realização de valor, ao mesmo tempo em que equilibra os custos financeiros, ambientais e sociais, o risco, a qualidade de serviço e o desempenho relacionado aos ativos, melhorando a sustentabilidade das operações e da organização.   O MANUSIS 4.0, por exemplo, realiza os cálculos de utilização e previsão, gerando resultados instantaneamente e o agendamento automático de futuras manutenções. Todas estas ações são registradas em tempo real no sistema, alimentando relatórios para análise de desempenho e adequação do planejamento aos objetivos do seu negócio. De posse de relatórios e indicadores precisos, o gestor pode estipular e checar a disponibilidade dos recursos determinados para cada período, conforme o agendamento das manutenções. Este controle auxilia também no apontamento da mão de obra necessária para cada serviço e na avaliação de desempenho destes profissionais de acordo com as expectativas produtivas do negócio.  Solicite aqui uma demonstração gratuita do MANUSIS 4.0 e descubra como o sistema pode transformar a sua empresa.
09 out 2018

Qual a importância da gestão das ordens de serviço?

Veja dicas para garantir a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos e máquinas, tornando o processo produtivo da sua empresa mais eficaz. A Gestão de Manutenção e Ativos é composta por diversas atividades cujo objetivo é garantir a confiabilidade e a disponibilidade dos equipamentos e máquinas, tornando o processo produtivo mais eficaz. Dentre estas atividades, está a gestão de ordens de serviço, que envolve a abertura, edição e finalização de ordens de serviço, ou a realização de predições de manutenção com o apontamento de informações para o registro de históricos. Na gestão das ordens de serviço, uma grande parceira dos gestores na busca por resultados positivos, é a mobilidade. Parte fundamental na disseminação da Indústria 4.0 nas empresas, o conceito vem revolucionando o dia a dia de empresas dos mais diversos setores, trazendo também mais agilidade e eficiência para as equipes de manutenção. Por meio de um aplicativo mobile como o MANUSIS 4.0, a equipe de manutenção pode desempenhar as principais funções do setor de forma prática e ágil, utilizando celulares ou tablets. O colaborador pode cadastrar ordens de serviço para manutenções corretivas ou preventivas com apenas alguns cliques. As informações são sincronizadas no sistema e, automaticamente, toda a equipe de manutenção pode obter acesso a elas, como prazo, insumos, etapas do checklist, imagens do equipamento e do problema. Essa acessibilidade torna a gestão de ativos muito mais assertiva, visto que as solicitações são realizadas em tempo real, sem necessidade de deslocamento ou registro em papel. O Manusis Mobile funciona também em modo offline, sem conexão com a internet. Neste caso, as ordens de serviço são registradas no sistema e, assim que houver conexão, sincronizadas para acesso dos demais colaboradores. Outra grande vantagem é que todo o desempenho da equipe de manutenção fica registrado no sistema, o que permite a avaliação de estratégias para possíveis ajustes no planejamento de gestão. Entre em contato conosco e solicite um teste gratuito do MANUSIS 4.0.
02 out 2018

5 pilares para uma Gestão de Manutenção e Ativos mais eficaz

Conheça 5 tarefas imprescindíveis para otimizar a Gestão de Manutenção e Ativos da sua organização e obter melhores resultados. Para manter uma boa estratégia de Gestão de Ativos, é preciso focar na redução de custos e aumento da produtividade. Para isso, manter um controle do inventário, um histórico de manutenções, calibrações e análises periódicas de desempenho e custos, são tarefas imprescindíveis. Todas elas podem ser organizadas em 5 pilares que garantem uma Gestão de Manutenção e Ativos mais eficaz. Conheça cada um deles: 1 – Classificação dos ativos A estrutura de classificação dos ativos deve ser baseada em propriedades e atributos de cada máquina ou equipamento, de acordo com sua importância para cada organização. Essa avaliação determina o grau de criticidade dos ativos em relação ao processo produtivo e contribui para a escolha de uma política de manutenção adequada e de gestão muito mais simples. 2 – Centralização de dados Centralizar todas as informações dos ativos em um só lugar evita, por exemplo, a desorganização ou perda de informações importantes  espalhadas em diversas planilhas e documentos. Por meio de um sistema de Gestão de Ativos como o MANUSIS 4.0, é possível acessar rapidamente todos os dados em uma única plataforma, reduzindo retrabalhos e aumentando a eficiência de gestão. 3 – Indicadores de desempenho Para resultados mais assertivos, é importante que se defina quais indicadores de desempenho (KPIs) realmente agregam valor ao plano de ação de cada negócio.  Deve-se garantir que os indicadores meçam, portanto, a efetividade na aplicação dos processos de manutenção com o intuito de aumentar o desempenho da organização, oferecendo melhores resultados. 4 – Plano de Manutenção O principal objetivo do planejamento da manutenção de ativos é, sem dúvidas, estabelecer e manter condições favoráveis a fim de otimizar o processo produtivo e seus equipamentos, do começo ao fim, devendo ser eficiente e eficaz também nos custos. Em uma cadeia de produção, o planejamento da manutenção de ativos é uma atividade de melhoria constante do sistema de manutenção, que visa aumentar a disponibilidade dos ativos e certificar que estes não serão responsáveis por parar o processo produtivo inesperadamente. Por isso, seguir um passo a passo minucioso para elaborar o planejamento é a melhor forma de visualizar as condições atuais do processo, definir as ações necessárias e os requisitos para sua realização e monitorar resultados. 5 – Calibração A calibração mantém o nível de desempenho das máquinas e equipamentos, além de auxiliar nos requisitos de qualidade, garantindo a disponibilidade dos ativos. Isso significa programar, documentar, planejar, analisar e executar calibrações em seus medidores, equipamentos de teste, dispositivos e padrões de medição para que todo o processo produtivo esteja em equilíbrio. Conheça o MANUSIS 4.0, sistema especialista em Gestão de Manutenção e Ativos da WERT SOLUTIONS e descubra como otimizar o desempenho dos ativos de sua organização.
25 set 2018

Como otimizar a Gestão de Manutenção e Ativos com mobilidade

Descubra como a mobilidade pode contribuir para uma maior eficácia no setor de Gestão de Manutenção e Ativos da sua empresa! A mobilidade é uma transformação digital que garante acessibilidade a dados e informações em tempo real e onde você estiver. Na era da informação, a utilização de dispositivos móveis impacta diretamente nossas rotinas, tornando-as mais dinâmicas e práticas. E no setor de Gestão de Manutenção e Ativos já é também realidade entre   indústrias e empresas que buscam maior eficiência operacional e redução de custos. Com mobilidade, a Gestão de Manutenção ganha agilidade e assertividade, pois fornece informações precisas para os gestores e equipe de manutenção, aumentando assim a produtividade e a capacidade competitiva das organizações. Por meio de um sistema de gestão de ativos com aplicativo mobile, por exemplo, a abertura de ordens de manutenção pode ser realizada pelo colaborador diretamente do local onde ele está, sem a necessidade de deslocamento. Além de oferecer agilidade, isto torna as informações muito mais assertivas. Outra vantagem é que, a cada abertura de OM, a equipe de manutenção recebe imediatamente a solicitação e pode acessá-la de qualquer lugar e com todos os detalhes necessários para sua realização, o que garante produtividade e otimização das tarefas do setor. Por isso, escolher sistemas que permitam acesso em diferentes plataformas, disponibilizem aplicativos para smartphones e tablets, que facilitam a rotina e promovem a agilidade no fluxo de informações, é essencial. Além disso, garantir que o sistema escolhido opera nos modos online e offline, realizando a sincronização de informações e permitindo uma comunicação ativa e em tempo real entre as áreas de operação e de planejamento de atividades. O MANUSIS 4.0, um software especialista para a Gestão de Manutenção e Ativos desenvolvido pela WERT Solutions, proporciona tudo isso, além da realização de processos de qualquer lugar e a qualquer hora, aumentando a disponibilidade dos ativos e evitando paradas inesperadas. Com o uso do MANUSIS mobile, você pode:
  • Trabalhar mesmo em ambientes sem rede de internet.
  • Permitir a solicitação de serviços por qualquer pessoa dentro da organização utilizando tecnologia de QR Code.
  • Permitir aos mantenedores realizar apontamento de serviços, registrar fotos e inserir pendências na OM junto ao equipamento ou de qualquer lugar da organização.
  • Permitir que operadores de máquinas realizem inspeções rotineiras (Manutenção Autônoma) nos equipamentos, informando imediatamente à área de PPCM em caso de não conformidades*
*Necessário contratação do plugin de Manutenção Autônoma.
  • Registrar contadores de ativos e consumo de combustível por ativo móvel.
  • Visualizar histórico, documentos e indicadores de ativos utilizando o recurso de QR Code.
  • Com o plugin de Atividade Padrão, registrar o tempo de execução de atividade padrão de uma OM através do recurso de Play-Pause.
Saiba mais vantagens sobre a Gestão de Ativos com mobilidade! Entre em contato conosco e solicite uma demonstração do MANUSIS 4.0.
18 set 2018

MANUSIS 4.0: Os indicadores de Ativos da sua empresa em um só lugar e em tempo real

Saiba como o MANUSIS 4.0 pode tornar a Gestão de Manutenção e Ativos da sua empresa muito mais ágil e otimizada! Você já imaginou ter todos os KPI’s importantes para sua empresa em uma única plataforma e com acompanhamento em tempo real? Com o MANUSIS 4.0, você pode gerir os KPI’s e demais funções da Gestão de Manutenção e Ativos de forma ágil e otimizada, permitindo a definição de metas e a medição dos resultados atingidos em áreas críticas da execução das estratégias. Utilizado para auxiliar na melhoria da Gestão de Ativos, o MANUSIS tem, entre outras funções, fornecer relatórios padrões, pesquisas e questionamentos, mostrando estatísticas sobre custos, desempenho de máquinas, desempenho de linhas produtivas e sobre o que mais se deseje controlar, seguindo as estratégias e características da sua empresa. Além disso, com o Tracksis, permite ao usuário gerenciar seus ativos em tempo real com foco no geoposicionamento e obtenção de informações críticas para a gestão de manutenção dos ativos. Com o Tracksis, é possível monitorar os mantenedores em seus deslocamentos no dia a dia. Ideal para gestão de equipes volantes e de assistência técnica, informando, em tempo real, a localização dos integrantes da equipe. É possível a utilização desse módulo para monitoramento de ativos móveis, como veículo Ao alcance de um clique, os gestores e a equipe são capazes de obter as respostas às perguntas em tempo real e agir com todos os dados consolidados em um só lugar. Solicite aqui uma demonstração.
28 ago 2018

A importância da ISO 55000 para o processo de Gestão de Ativos da sua empresa

Desde sua publicação, empresas no Brasil e no mundo buscam se adaptar às diretrizes da ISO 55000 e seguem os princípios da gestão de ativos. Mas, afinal, qual a sua importância para o mundo atual? A família de normas ISO 55000 surgiu como um modelo de referência para os gestores, estabelecendo orientações para a implementação de um sistema de gestão de ativos integrado e efetivo nas organizações. Um ativo é qualquer objeto tangível ou intangível pertencente a uma empresa, como equipamentos, um prédio, as instalações e até mesmo a frota de veículos. Ao criar estratégias para a manutenção de seus ativos, organizações garantem melhores índices de produtividade e redução de custos ao negócio. Assim, a Gestão de Manutenção e Ativos tem recebido cada vez mais atenção dentro das empresas. A norma ISO 55000 pode ser considerada como a evolução natural das especificações do PAS 55 (Publicly Available Specification 55). Ela estabelece generalidades sobre as quais o sistema de gestão de ativos de cada organização deve ser projetado, estabelecido, implementado, mantido e aprimorado. A ISO 55.00O está dividida em três capítulos: ISO 55.000 – Gestão de Ativos – visão geral, princípios e terminologia – Oferece uma visão geral dos sistemas de gestão de ativos, bem como determina o seu público-alvo, os benefícios e o alcance do seu aplicativo, os princípios básicos e teóricos e o glossário que serve como um preâmbulo para iniciar um projeto de gestão de ativos. ISO 55.001 – Gestão de ativos – sistemas de gestão – requisito – Especifica os requisitos de qualquer sistema de gestão de ativos, independentemente do tipo de organização. ISO 55.002 – Gestão de ativos – sistemas de gestão – diretrizes para a aplicação –  Fornece diretrizes sobre o projeto e a operação de um sistema de gestão de ativos.   Entre os benefícios da ISO 55.000 para indústrias dos mais diversos segmentos, podemos citar:
  • Melhor gerenciamento de risco;
  • Rastreabilidade dos ativos;
  • Otimização do uso dos ativos em todo seu ciclo de vida;
  • Aumento da disponibilidade dos ativos;
  • Redução dos custos em reparos e aumento de produtividade;
  • Melhoria do planejamento das ações sob os ativos;
  • Reputação corporativa melhorada devido ao aumento de valor para as partes interessadas, melhor negociabilidade para produtos e serviços, alcance e superação das expectativas dos clientes;
  • Qualidade dos serviços prestados aos clientes;
  • Maximização dos resultados da empresa;
  • Segurança e conformidade com as regulamentações;
  • Cumprimento com a Responsabilidade Social e Corporativa;
  • Melhoria da sustentabilidade organizacional.
O MANUSIS 4.0, software especialista de Gestão de Manutenção e Ativos desenvolvido pela WERT SOLUTIONS, atende aos principais requisitos da ISO 55.000 e coloca sua empresa em conformidade com as normas. Saiba aqui tudo sobre o produto.
22 ago 2018

Gestão de estoque de peças MRO: características e desafios do setor

Confira aspectos teóricos e práticos para otimização de estoques MRO na sua empresa! A gestão de estoques de itens MRO (Manutenção, Reparo e Operações) de forma estratégica é uma atividade essencial para empresas que buscam a maximização de vantagem competitiva e sua permanência em um mercado cada vez mais exigente. Isso porque, uma boa estratégia de gestão pode reduzir significativamente os custos das empresas, além de contribuir para o aperfeiçoamento e otimização de processos logísticos. Composto, basicamente, por peças de reposição de equipamentos, manutenção e operação de instalações, materiais de escritório e consumo, os materiais MRO constituem parte significativa do estoque geral de grandes indústrias de transformação. Já o objetivo básico da gestão de estoque é evitar a falta destes materiais, sem que isso resulte em estoques excessivos às reais necessidades da empresa. Ou seja, o que se busca constantemente é o equilíbrio entre nível de estoque ideal e redução de custos de manutenção desses estoques, de tal forma que não se tenha material ,em excesso, nem em falta. Para se realizar um efetivo gerenciamento de estoques, algumas atividades precisam ser bem desempenhadas dentro da empresa. Entre elas, o planejamento do estoque, a gestão da demanda (quando possível), o controle dos estoques e a constante avaliação de desempenho. Indicadores de desempenho para a gestão de estoques A gestão de estoques por meio de indicadores de desempenho é o ponto de partida para uma empresa obter performance best-in-class (melhores práticas) nesta atividade. Por meio destes dados, é possível direcionar os esforços de todos os colaboradores a objetivos e metas comuns, minimizando assim o desenvolvimento de atividades de menor importância. Os indicadores de desempenho para gestão de estoques podem ser divididos em: Indicadores de custo – São os indicadores mais utilizados para o monitoramento dos estoques. É muito comum a preocupação com o tamanho e o valor dos estoques, o que se agrava significativamente no caso do estoque MRO, já que é principalmente composto por peças com valores elevados, mesmo que em volumes baixos. Indicadores de nível de serviço – Estão associados aos resultados da gestão de estoque, em relação à disponibilidade de produtos. Estes indicadores podem ser divididos em dois grupos de acordo com seus objetivos: o custo da falta e indicadores de monitoramento de disponibilidade. Conformidade do processo – Indicadores de conformidade do processo monitoram os aspectos e as incertezas mais impactantes para o resultado esperado ao término de determinado processo. Ou seja, é aquele que acompanha todo o processo e é capaz de indicar os motivos pelos quais determinadas situações ocorreram. Após a definição dos indicadores, o levantamento das informações, realização das medições e disponibilização dos resultados aos colaboradores, é preciso definir metas para checar se os resultados desejados foram alcançados. Caso a meta não seja atingida, é preciso revê-las e avaliar as razões para o não cumprimento. O MANUSIS 4.0, sistema de Gestão de Manutenção e Ativos 100% web based e com aplicativo mobile da WERT SOLUTIONS, oferece módulos específicos – plugins que podem ser contratados de acordo as necessidades da sua empresa. Entre eles, o de MATERIAIS, que permite a criação de almoxarifados necessários à gestão de materiais de reposição, materiais de consumo, materiais de aplicação, ferramentas, EPIs, uniformes, lubrificantes. Além de funcionalidades para reserva de materiais, movimentações, inventários e transferências. Conheça aqui.
14 ago 2018

WERT fecha parceria exclusiva com a PUCPR

Com o acordo colaborativo, a Academia WERT, que oferece cursos de especialização em Engenharia e Gestão da Indústria 4.0, passa a funcionar no campus da universidade. Em julho de 2018, a WERT SOLUTIONS e a PUCPR iniciam uma cooperação exclusiva na promoção de cursos de especialização voltados à Gestão de Manutenção e Ativos e Indústria 4.0. Todos os cursos da chamada Academia WERT agora devem ocorrer no campus da instituição de ensino. A parceria entre as organizações existe desde 2017, quando a WERT iniciou um projeto de cooperação técnica e científica com a PUCPR, baseada no desenvolvimento de tecnologias aplicadas ao MANUSIS com foco na Indústria 4.0. Com o novo acordo de colaboração, os cursos ofertados pela Academia Wert passam a receber a chancela da universidade, o que eleva a outro patamar a importância destes. Toda a administração de cadastros dos alunos será realizado diretamente pela PUCPR.
31 jul 2018

Qual a vantagem de um sistema especialista para a Gestão de Manutenção e Ativos?

Veja como um sistema de gestão integrada pode otimizar a rotina da sua equipe de manutenção Em um mercado cada vez mais competitivo, a Gestão de Manutenção tem o papel fundamental de assegurar que todos os ativos de uma empresa funcionem em perfeita ordem. É, portanto, uma atividade estratégica em qualquer organização, que garante a disponibilidade dos equipamentos e das instalações, com segurança e dentro dos custos previstos, gerando assim melhores resultados e redução de custos. No entanto, para que estes objetivos sejam cumpridos, é necessário que a gestão seja eficaz, com informações de qualidade, dados precisos e compartilhamento em tempo real do que está em execução. Assim, uma importante aliada para atender a estas demandas é a tecnologia oferecida por sistemas especialistas em Gestão de Manutenção e Ativos. Como tornar a Gestão de Manutenção mais ágil? A Gestão é uma atividade desenvolvida por diversos profissionais e que, a todo momento, produz uma grande quantidade de informações a serem controladas e analisadas, como formulários, cronogramas, ordens de serviço, históricos, entre outros. Utilizar planilhas para a compilação manual destes dados se torna, assim, uma atividade morosa e passível de erros, ocupando um tempo da equipe de manutenção que poderia ser aproveitado para planejamento de estratégias e melhorias. Por isso, informatizar e automatizar estes processos por meio de um sistema especialista é a melhor solução. Com o MANUSIS 4.0, por exemplo, é possível padronizar e tornar os registros mais confiáveis, facilitando o acesso à informação e a elaboração de análises. Com isso, as ações ganham em agilidade e conformidade. Outro benefício é a integração da comunicação entre todos os envolvidos, gerando velocidade nos procedimentos e maior divulgação. O MANUSIS 4.0 foi desenvolvido pela WERT Solutions  para facilitar e tornar ágeis os processos de Gestão de Manutenção e Ativos de organizações dos mais diversos setores, assegurando a busca pelos melhores indicadores de disponibilidade, mantenabilidade e confiabilidade. Disponível também em versão mobile, pode ser integrado aos principais ERP’s globais, sem a necessidade de substituir completamente o software de gestão de manutenção já implementado. Com a plataforma, é possível criar um plano de manutenções periódicas. Com base nos dados registrados, torna-se muito mais simples estipular custos e verificar se os equipamentos estão cumprindo com a eficiência prevista. Além disso, o MANUSIS 4.0 realiza os cálculos de utilização e previsão, gerando resultados instantaneamente e o agendamento automático de futuras manutenções. Todas estas ações são registradas em tempo real no sistema, alimentando relatórios para análise de desempenho e adequação do planejamento aos objetivos do seu negócio. Outra funcionalidade é o registro de manutenções corretivas, permitindo criar um histórico de toda a vida do equipamento para facilitar as análises das falhas e identificar sua origem — assim, elas não se tornam recorrentes. De posse de relatórios e indicadores precisos, o gestor pode estipular e checar a disponibilidade dos recursos determinados para cada período, conforme o agendamento das manutenções. Este controle auxilia também no apontamento da mão de obra necessária para cada serviço e na avaliação de desempenho destes profissionais de acordo com as expectativas produtivas do negócio.   Solicite aqui uma demonstração gratuita do MANUSIS 4.0 e descubra como o sistema pode transformar a sua empresa.
30 jul 2018

Conheça 7 benefícios da Gestão de Ativos para a sua empresa

Listamos 7 motivos para você adotar estratégias de Gestão de Ativos no seu negócio. Confira!   Ainda que muitas empresas tenham dúvidas quanto a viabilidade de implementação de um sistema de gestão de ativos, após a publicação da ISO 55000 em 2014, o mercado passou a compreender melhor os benefícios desta disciplina.   A Gestão de Manutenção e Ativos orienta as ações de controle de veículos, máquinas, equipamentos, entre outros, durante todo seu ciclo de vida.  Ela organiza os processos, procedimentos e atividades técnicas que envolvem os ativos, visando alcançar melhores resultados e a redução de custos.   Apesar das particularidades de cada empresa, alguns benefícios em comum podem ser alcançados através da Gestão de Ativos:   1 – Melhor desempenho financeiro A Gestão de Ativos permite melhorar o retorno sobre os investimentos. Com isso reduz os diversos custos inerentes ao ativo e preserva seu valor.   2 – Decisões baseadas em evidências Permite que a organização melhore a tomada de decisão. Evita erros, desvios e riscos para o negócio.   3 – Melhor gerenciamento dos riscos Reduz perdas financeiras e melhora a saúde e a segurança dos colaboradores. Melhora a imagem da empresa perante o mercado, minimiza o impacto ambiental e social, evita multas e penalidades.   4 – Produtos e serviços de maior qualidade Garante melhor desempenho dos ativos. Pode gerar produtos e serviços que atendam e até mesmo excedam as expectativas dos clientes.   5 – Maior conformidade Garante a transparência em relação a requisitos legais e regulamentares. Também simplifica a adesão à padrões de gestão de ativos, políticas e processos.   6 – Eleva a sustentabilidade organizacional Gerencia os efeitos de curto e longo prazo, gastos e desempenho, podendo melhorar a sustentabilidade das operações e da organização.   7 – Maior eficiência e eficácia operacional A revisão e aperfeiçoamento de processos e procedimentos, eleva o desempenho dos ativos e pode melhorar a eficiência, eficácia e facilitar o atingimento das metas. Em resumo, a Gestão de Ativos suporta a realização de valor, ao mesmo tempo em que equilibra os custos financeiros, ambientais e sociais, o risco, a qualidade de serviço e o desempenho relacionado com os ativos.
Copyright © 2016. Manusis 4.0. Todos os direitos reservados. Agência Cupola.