22 ago 2018

Gestão de estoque de peças MRO: características e desafios do setor

Confira aspectos teóricos e práticos para otimização de estoques MRO na sua empresa! A gestão de estoques de itens MRO (Manutenção, Reparo e Operações) de forma estratégica é uma atividade essencial para empresas que buscam a maximização de vantagem competitiva e sua permanência em um mercado cada vez mais exigente. Isso porque, uma boa estratégia de gestão pode reduzir significativamente os custos das empresas, além de contribuir para o aperfeiçoamento e otimização de processos logísticos. Composto, basicamente, por peças de reposição de equipamentos, manutenção e operação de instalações, materiais de escritório e consumo, os materiais MRO constituem parte significativa do estoque geral de grandes indústrias de transformação. Já o objetivo básico da gestão de estoque é evitar a falta destes materiais, sem que isso resulte em estoques excessivos às reais necessidades da empresa. Ou seja, o que se busca constantemente é o equilíbrio entre nível de estoque ideal e redução de custos de manutenção desses estoques, de tal forma que não se tenha material ,em excesso, nem em falta. Para se realizar um efetivo gerenciamento de estoques, algumas atividades precisam ser bem desempenhadas dentro da empresa. Entre elas, o planejamento do estoque, a gestão da demanda (quando possível), o controle dos estoques e a constante avaliação de desempenho. Indicadores de desempenho para a gestão de estoques A gestão de estoques por meio de indicadores de desempenho é o ponto de partida para uma empresa obter performance best-in-class (melhores práticas) nesta atividade. Por meio destes dados, é possível direcionar os esforços de todos os colaboradores a objetivos e metas comuns, minimizando assim o desenvolvimento de atividades de menor importância. Os indicadores de desempenho para gestão de estoques podem ser divididos em: Indicadores de custo – São os indicadores mais utilizados para o monitoramento dos estoques. É muito comum a preocupação com o tamanho e o valor dos estoques, o que se agrava significativamente no caso do estoque MRO, já que é principalmente composto por peças com valores elevados, mesmo que em volumes baixos. Indicadores de nível de serviço – Estão associados aos resultados da gestão de estoque, em relação à disponibilidade de produtos. Estes indicadores podem ser divididos em dois grupos de acordo com seus objetivos: o custo da falta e indicadores de monitoramento de disponibilidade. Conformidade do processo – Indicadores de conformidade do processo monitoram os aspectos e as incertezas mais impactantes para o resultado esperado ao término de determinado processo. Ou seja, é aquele que acompanha todo o processo e é capaz de indicar os motivos pelos quais determinadas situações ocorreram. Após a definição dos indicadores, o levantamento das informações, realização das medições e disponibilização dos resultados aos colaboradores, é preciso definir metas para checar se os resultados desejados foram alcançados. Caso a meta não seja atingida, é preciso revê-las e avaliar as razões para o não cumprimento. O MANUSIS 4.0, sistema de Gestão de Manutenção e Ativos 100% web based e com aplicativo mobile da WERT SOLUTIONS, oferece módulos específicos – plugins que podem ser contratados de acordo as necessidades da sua empresa. Entre eles, o de MATERIAIS, que permite a criação de almoxarifados necessários à gestão de materiais de reposição, materiais de consumo, materiais de aplicação, ferramentas, EPIs, uniformes, lubrificantes. Além de funcionalidades para reserva de materiais, movimentações, inventários e transferências. Conheça aqui.
Copyright © 2016. Manusis 4.0. Todos os direitos reservados. Agência Cupola.